..

"A alma que não se abate, que recebe indiferentemente tanto a tristeza como a alegria, vive na vida imortal."Fonte - Bhagavad-Gita

terça-feira, 2 de julho de 2013

A VIAGEM DE VOLTA... ARCANJO MIGUEL - Através de Gabriel 01.07.2013





Olá, queridos corações, vamos falar hoje da sua viagem de volta para Casa...

Vocês estão começando a sua viagem de volta para a casa do Altíssimo, ao coração do Amor. Estão regressando para a Fonte Suprema, e essa é uma viagem que para muitos de vocês acaba por ser com altos e baixos...

Altos pela expectativa de reencontrar-se com o Amor Genuíno, com a sua natureza Divina. Baixos, pelos caminhos internos que terão de passar até este ponto Divino, e vamos lembrar a vocês o porquê este caminho torna-se tão complicado para alguns de vocês. Um parênteses; (Complicado, não impossível certo? Porque pelo mesmo caminho que vieram terão de voltar –Sorriso...)

Queridos, nesta viagem de volta vocês estão sendo chamados cada vez mais para dentro de vocês mesmos, cada vez mais forçados a estarem frente a frente com os seus medos, inseguranças, raivas, amarguras, descontentamentos...

Todos esses sentimentos estão, para maioria de vocês, agora bem aflorados e isso tem causado ainda mais conflitos, por isso se questionam: "Como estou em um processo de ascensão se estou experimentando sentimentos desse tipo!?".

Queridos, a resposta é muito clara e vamos tentar explicar da melhor forma possível.

Quando vocês saíram da Fonte por livre escolha, e começaram a cair no abismo do esquecimento, vocês entraram em um imenso túnel sem fim. Esse túnel era no início muito brilhante porque ainda estava sob forte influência da Fonte, esse brilho foi perdendo a sua intensidade a medida que foram adentrando ainda mais no abismo do esquecimento, essa longa viagem, pouco a pouco foi ficando mais estressante, mais cansativa, mais dolorosa...

Vocês foram impregnando nas paredes desse túnel pequenos pontos, esses pontos, tais conhecidos como dor, sofrimento, amargura, insegurança, raiva, desamor... Esses pontos, queridos, todos eles são uma criação vossa, meus amados e, agora no regresso ao lar, vocês precisam novamente passar pelo mesmo túnel o qual usaram para sair da Fonte. Esse túnel continua da mesma forma que vocês deixaram, continua com esses pontos impregnados em suas paredes...

Percebem o porquê do medo intenso que vocês, na maioria das vezes, tem de olharem para dentro de si mesmos?

Queridos, o túnel está dentro de vocês, a jornada de volta para casa começa dentro de vocês e é lá que começa o túnel, é para lá neste momento que vocês estão sendo chamados, porque é uma responsabilidade vossa limpar as paredes desse túnel e também porque não há outra forma de voltar para casa senão passando por esse caminho, é o único caminho, queridos, e vocês terão de enfrentar.

Agora, amados, compreendem porque estão passando por tantas dores, tantos conflitos internos?

Compreendem agora por que estais sendo bombardeados por esses sentimentos que vos tem deixado a cada dia mais confusos e irritados?

Cada um de vocês está agora frente a frente com os pontos que vocês desejaram colocar na parede desse túnel, vocês precisam olhar para ele e, como um paninho com álcool é passado em uma janela manchada, precisam limpar cada pontinho que vocês fizeram.

Sabemos que para muitos de vocês não é uma tarefa fácil, realmente não é fácil lidar com certas coisas para vocês, até porque muitos de vocês exclamam "Por que eu passo por isso!?", Sim, nós sabemos que não há lembranças em vocês de muitas coisas, mas nós estamos aqui para isso, para lembra-los de sua responsabilidade, para lembra-los do seu potencial e de que sois sim capazes de limpar esse túnel, que é pessoal seu, para que possam finalmente regressar ao lar.

Nobres corações, não tenham medo de olharem para dentro de si mesmos, aproveitem a oportunidade que vos está sendo dada neste momento, comecem a enfrentar os seus medos, as suas raivas, as suas tristezas... Enfrentem com muito amor em seus corações e, lembrem-se, usem o paninho com álcool para limpar esses pontinhos que precisam ser limpos.

Cada ponto desse faz que com que a luz proveniente da Fonte pareça mais longe, mediante a energia que colocais nestes pontos. O trabalho que terão na limpeza desses pontos vai depender de cada um de vocês. Cada um de vocês quando deixou a Fonte, a deixou em um túnel específico, cada um de vocês tem o seu próprio túnel individual, que leva ao mesmo destino.

Cada um de vocês tem as ferramentas para limpeza desses túneis, cada um de vocês sabem onde o túnel começa e onde ele termina. Começa dentro de vocês e acaba na Fonte, mas ninguém, em hipótese alguma, pode fazer o trabalho do outro, isso é realmente impossível!

Vamos nobres almas, ao trabalho!

Vocês costumam usar a frase: "O trabalho dignifica o homem" - Sim!
Isso mais do que nunca se aplica a esse momento agora!

Trabalhem para deixarem a sua passagem de regresso ao lar limpa, como a encontraram no começo dessa viagem, enfrentando aquilo que vocês criaram e que somente vocês podem resolver. Nós estamos dando constantemente as dicas, até poderemos dar os paninhos... Permitam um pouco de boas risadas, assim o trabalho não parecerá tão complicado (sorriso), e realmente não é.

Nobres almas, filhos digníssimos do Altíssimo, quanta honra poder estar com cada um de vocês neste momento em que redescobriram o caminho que vos leva para casa, ainda que estejam assustados com o caminho que terão de percorrer, por mais que o túnel esteja escuro no começo, sabem que no final dele uma Luz poderosíssima vos aguarda.

Ainda que estejam agora sendo colocados frente a frente com os seus medos, sabem, no mais íntimo do seu ser, que ao terminarem a limpeza desses pontos que criaram, verão a luz brilhar intensamente e compreenderão que durante esse tempo todo Deus nunca esteve afastado de vocês, mas apenas vocês se recusaram a colocar a "mão na massa" para limpar tais pontos para que pudessem enxerga-lo sempre de braços abertos para vocês.

Meus irmãos queridos, nobres almas, desejo um dia maravilhoso para vocês,

Conversaremos mais em breve,

Tenham um bom dia!

Miguel


Gabriel: Obrigado meu Pai e Senhor, obrigado por isso!

Miguel: Querido, a honra é inteiramente minha! Já está com o seu paninho? (Sorriso...)

Gabriel: Sim, ao serviço! (Sorriso)

Miguel: Até breve!

Gabriel: Obrigado!


Fonte: Sementes das Estrelas

Nenhum comentário:

Postar um comentário