..

"A alma que não se abate, que recebe indiferentemente tanto a tristeza como a alegria, vive na vida imortal."Fonte - Bhagavad-Gita

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Diferença entre Religião e Espiritualidade...



A religião não é apenas uma, são centenas.
A espiritualidade é apenas uma.
A religião é para os que dormem.
A espiritualidade é para os que estão despertos.
A religião é para aqueles que necessitam que alguém lhes diga o que fazer, querem ser guiados.
A espiritualidade é para os que prestam atenção à sua Voz Interior..
A religião tem um conjunto de regras dogmáticas.
A espiritualidade te convida a raciocinar sobre tudo, a questionar tudo.
A religião ameaça e amedronta.
A espiritualidade lhe dá Paz Interior.
A religião fala de pecado e de culpa.
A espiritualidade lhe diz: “aprende com o erro”.
A religião reprime tudo, te faz falso.
A espiritualidade transcende tudo, te faz verdadeiro!
A religião não é Deus.
A espiritualidade é Tudo e portanto é Deus.
A religião inventa.
A espiritualidade descobre.
A religião não indaga nem questiona.
A espiritualidade questiona tudo.
A religião é humana, é uma organização com regras.
A espiritualidade é Divina, sem regras.
A religião é causa de divisões.
A espiritualidade é causa de União.
A religião lhe busca para que acredite.
A espiritualidade você tem que buscá-la.
A religião segue os preceitos de um livro sagrado.
A espiritualidade busca o sagrado em todos os livros.
A religião se alimenta do medo.
A espiritualidade se alimenta na Confiança e na Fé.
A religião faz viver no pensamento.
A espiritualidade faz Viver na Consciência.
A religião se ocupa com fazer.
A espiritualidade se ocupa com Ser.
A religião alimenta o ego.
A espiritualidade nos faz Transcender.
A religião nos faz renunciar ao mundo.
A espiritualidade nos faz viver em Deus, não renunciar a Ele.
A religião é adoração.
A espiritualidade é Meditação.
A religião sonha com a glória e com o paraíso.
A espiritualidade nos faz viver a glória e o paraíso aqui e agora.
A religião vive no passado e no futuro.
A espiritualidade vive no presente.
A religião enclausura nossa memória.
A espiritualidade liberta nossa Consciência.
A religião crê na vida eterna.
A espiritualidade nos faz consciente da vida eterna.
A religião promete para depois da morte.
A espiritualidade é encontrar Deus em Nosso Interior durante a vida.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Ganesha



Ganesha é o primeiro Deus a ser reverenciado em todos os rituais Hindus. Está nas portas dos templos e casas protegendo as suas entradas. Ganesha é o Deus que remove todos os obstáculos, ele é o protetor de todos os seres. Ele também é o Deus do conhecimento. Ganesha representa o sábio, o homem em plenitude, e os meios de realização.

Simbologia
Ganesha tem uma enorme cabeça de elefante, imensa para um corpo de menino indicando sua capacidade intelectual e a firme dedicação ao estudo das escrituras. Ganesha é o Sábio. Ganesha tem na fronte o Vibhuti e um pequeno tridente indicando que é filho de Shiva - o Senhor da disciplina e da aniquilação da ignorância, indica também, que o sábio tem sempre em mente o Ser Supremo.

As enormes orelhas e a cabeça de elefante representam os dois primeiros passos para a auto realização - “Sravanam”, escutar o ensinamento e “Mananam”, refletir sobre ele. A tromba representa “Viveka”, a capacidade de discriminação entre Nitya, o eterno e ilimitado, e Anitya, o não eterno. O intelecto do homem comum está sempre preso entre os pares de opostos (as presas), o Sábio não é mais afetado por esses pares de opostos (frio-calor, prazer-dor, alegria-tristeza,etc) tendo atingido um estado de equanimidade , representado por uma das presas quebrada. O Sábio nunca esquece sua verdadeira natureza (memória de elefante).

A barriga enorme representa sua capacidade de engolir, digerir e assimilar todos os obstáculos, assim como o ensinamento escutado. O ratinho que fica aos seus pés simboliza o Ego e seus desejos com sua voracidade e cobiça, freqüentemente roubando mais do que pode comer e estocando mais do que pode lembrar. O Sábio tem o desejo sob total controle, por isso o ratinho olha para cima e aguarda sua permissão para comer os objetos dos sentidos. No dia de Ganesha é aconselhavel não olhar para a lua, pois conta os puranas que a lua riu de Ganesha voando pelo céu em seu veículo o ratinho(corpo). A lua representa o ignorante rindo do sábio. Esta imagem representa o Sábio tentando passar sua sabedoria infinita através de seus equipamentos finitos(corpo e mente).
Ganesha possui quatro braços que são utilizados na ação de destruir os obstáculos:

A mão superior direita carrega uma machadinha - Ishvara na forma de Ganesha (senhor dos obstáculos) decepa os apegos aos objetos como fonte de felicidade e a falsa identificação com o corpo , elimina os obstáculos para que possamos ter uma mente tranqüila e possibilitar o conhecimento.

A mão superior esquerda leva um laço e ou um lotus - Com o laço ele prende a atenção na verdade, na realidade suprema, ou seja no Eu absoluto. O Lotus é a natureza pura, absoluta e imaculada.

A mão inferior direita abençoa com Abhãya Mudrã - Estra mudrã abençoa com prosperidade e destemor. Freqüentemente encontramos um Japa-mala, mostrando que esta prosperidade está na forma de Japa (repetição de um mantra) a mais eficaz técnica de preparação da mente.

A mão inferior esquerda oferece Modaka - Modaka é um doce de leite e arroz tostado que representa a satisfação, a plenitude que se alcança com um caminho de disciplina e auto conhecimento.


ALEGRE-SE, POIS ESTA É A HORA DE GANESHA!
O SENHOR DOS OBSTÁCULOS VEM LIBERADO PARA SEU FESTIVAL.
COM A SUA AJUDA, EU SEREI BEM-SUCEDIDO.
EU O SAÚDO, GANESHA!
TODOS OS OBSTÁCULOS NA MINHA VIDA SERÃO REMOVIDOS!
EU ME REGOZIJO EM SUA PRESENÇA, GANESHA.
BOA SORTE E NOVOS COMEÇOS FLUEM PARA MIM.
EU O EXULTO, GANESHA!
EU ME REGOZIJO POR BOA SORTE E MUDANÇAS VINDOURAS

ALEGRE DEUS DA CRIATIVIDADE,
AMADA E DILIGENTE DIVINDADE.
PROSPERIDADE, PAZ, SUCESSO,
EU PEÇO QUE COM ISSO ABENÇOE MINHA VIDA
E MOVA A RODA DA VIDA,
FAZENDO-ME SENTIR MUDANÇAS POSITIVAS.

Gratidão aos meus amados alunos e toda turminha da eco-fit que compartilharam comigo e com a Malu  uma vivencia especial a ganesha!

Desejo a cada um que essa nova experiência possa ser o reflexo de suas novas ações.

E se bater a sua porta a insegurança, lembre-se estarei sempre aqui para oferecer lhe o meu abraço.

SE ainda assim não conseguires entender a incondicional alegria interior, vou insistentemente regá-la com amor.

É esse verdadeiro sentimento que praticamos todos os dias.

Grata pela presença de todos.
Hari ôm

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Valores Humanos



Aprendemos desde cedo que devemos vencer na vida!

 Aprendemos desde cedo que temos que escolher a profissão que traz status social!

Crescemos tendo que ser o campeão em tudo. Que podemos seguir um bom caminho... mas nem sempre é o caminho que desejamos.

Na educação em que fomos criados o cérebro está no comando de tudo, me pergunto onde fica o coração nesta historia.

Muitos ainda acham que usar o coração é se sentir frágil, inseguro, vulnerável... não lembro de nenhum educador na minha vida citar o coração como uma ponte para saída.

Depressão, insegurança, raiva, descontrole surgem muitas vezes de um vazio interno, a partir daí descobrimos que não sabemos quase nada de nos mesmos, não sabemos realmente o que vai em nosso coração, esse lugar de extrema força e poder.

O programa de educação em valores humanos ensina primeiro a ser feliz e depois fazer sucesso, valoriza o silêncio e a conversa diária com eu interior, com as emoções.

Quando aprendemos a olhar dentro e gostarmos de nos mesmos, podemos assim amar facilmente o próximo.  Conseguimos doar aos outros aquilo que temos disponível, aquilo que mora em nosso coração.

Este programa estabelece uma evolução e conhecimento de dentro para fora, através da energia mais poderosa que é o amor, que só ele pode nos transformar em um Ser melhor.

Sathya Sai Baba diz: “O objetivo da educação é o caráter”. Ele também declara:
Se houver retidão no coração, haverá beleza no caráter.
Se houver beleza no caráter, haverá harmonia no lar.
Se houver harmonia no lar, haverá ordem na nação.
Quando houver ordem na nação, haverá paz no mundo.

Além de enfatizar a obtenção da excelência acadêmica, o sistema de educação integral de Sathya Sai fomenta a autodisciplina e a boa conduta social. Os estudantes recebem orientações sobre moralidade e espiritualidade e dedicam várias horas semanais ao serviço comunitário.

A Educação Sathya Sai vem transformando o ensino na Índia e em vários países que contam com a presença da Organização Sri Sathya Sai. No Brasil, já estão em funcionamento cinco Escolas Sathya Sai: em Vila Isabel (no Rio de Janeiro), Recife, Goiânia, Ribeirão Preto (SP) e Belo Horizonte. Em Ribeirão Preto, também se localiza o Instituto Sri Sathya Sai de Educação em Valores Humanos, criado para difundir o método, a filosofia e sua prática.

Por um mundo melhor...vamos divulgar e praticar!!!



domingo, 14 de agosto de 2011

Auto-análise: Paramahansa Yogananda



Chave para Dominar a Vida
Mude a você mesmo e poderá viver em qualquer lugar, com paz e felicidade.”

Eliminar do Rádio Mental a Estática do Medo
 “O medo vem do coração. Se alguma vez você se sentir dominado pelo medo de alguma doença ou acidente, deve inspirar e expirar profunda, lenta e ritmicamente várias vezes, relaxando a cada expiração. Isso ajuda a normalizar a circulação. Se o coração estiver realmente calmo, você não sentirá medo nenhum.”

Nervosismo, Causa e Cura
 “A vítima do nervosismo precisa entender seu próprio caso e refletir sobre os contínuos erros em seu modo de pensar, responsáveis pelos desajustes na vida.” 

Desenvolver a Personalidade
 “A verdadeira personalidade começa a desenvolver-se quando você consegue sentir, pela intuição profunda, que não é o corpo sólido e, sim, a corrente divina e eterna da Vida e da Consciência dentro do corpo.” 

A Divina Arte de Fazer Amigos 
“Quem pensa em si mesmo o tempo todo estraga a amizade. Essas pessoas não podem atrair amigos, porque são incapazes de expandir e receber o que é bom na vida.” 

Curar o Alcoolismo Mental
“A abundância de frutas e verduras na dieta cotidiana e um dia de jejum por semana, só com suco de frutas – com um jejum mais longo de vez em quando – muito contribuirão para modificar os sulcos cerebrais em que os hábitos nocivos se abrigam.” 

Como Ler o Caráter
 “Basicamente, o estudo do caráter é importante em um aspecto: a necessidade constante de perceber virtudes nos outros e implantar essas nobres qualidades em si mesmo.”  

Equilíbrio Mental em um Mundo Mutável
“Aprender a desligar-se mentalmente do distúrbio das sensações, traz paz mental.” 

Aumentar o Poder da Iniciativa
 “O homem de iniciativa é tão glorioso quanto uma estrela cadente – criando algo a partir do nada e possibilitando o impossível, graças ao grande poder inventivo do Espírito.” 

A Arte de Desenvolver a Memória
 “Não se deve evocar qualquer pensamento negativo e revivê-lo, pois, desse modo, ele permanecerá na mente por mais tempo. A memória nos foi dada para
manter vivas apenas as boas experiências e as boas lições da vida.”  

A Arte de Viver
 “Não se limite aos princípios que desenvolvem o físico à custa do aspecto espiritual da vida humana, ou vice-versa; adote princípios que desenvolvem igual e harmoniosamente o super-homem de qualidades físicas, mentais, morais e espirituais equilibradas.”  

Hábitos – seu Senhor ou seu Escravo?
 “Use a razão em todas as atividades; do contrário, você pode converter-se, impensadamente, em escravo indefeso de hábitos indesejáveis.” 

Desenvolver a Vontade Dinâmica
 “A excessiva estimulação dos sentidos desvitaliza a vontade, portanto não alimente desejo exagerado por coisa alguma.” 

A Cura pelo Poder Ilimitado de Deus
 “Somente no poder ilimitado dos métodos espirituais pode o homem encontrar a cura permanente para as ‘des-ordens’ do corpo, mente e da alma. Devemos procurar em Deus esse poder infinito de cura.” 

A Universalidade da Yoga
 “Os buscadores da verdade devem desenvolver a capacidade de projetar a percepção através do olho espiritual. A prática da Yoga ajuda o aspirante a abrir o olho único da consciência intuitiva." 

Três Caminhos para a Consciência Cósmica
 “O primeiro é o caminho social, em que você exclui o eu e vive para todos... o segundo caminho é o da auto-disciplina... o terceiro, o caminho da meditação – a via metafísica.” 

Meditação, a Verdadeira Prática da Religião
“ Por meio da meditação científica, torne-se um verdadeiro devoto, para que você, semelhante à lua, dissipe as trevas ao seu redor e ao redor dos outros.” 

Compreender a Irrealidade da Matéria
 “O elo entre o corpo material do homem e sua mente imaterial é o prana. Os antigos sábios hindus descobriram a existência do prana e formularam a ciência do pranayama, controle da energia vital.” 

Viagem da Alma para a Perfeição
 “Eis porque é tão necessário à felicidade compreendermos que não somos o corpo, com todas as suas dores e tribulações, e sim uma alma imortal.” 

A Natureza de Deus no Pai e na Mãe
 “As escrituras cristãs e hindus descrevem Deus como uma trindade: Pai, Filho, Espírito Santo – Sat, Tat, Om.” 

Jesus: um Cristo do Oriente e do Ocidente 
“ Os ideais de Cristo são os mesmos das escrituras da Índia. Os preceitos de Jesus são análogos aos mais elevados ensinamentos védicos”...  “Devemos destruir as divisões. Sigam o exemplo do grande Cristo, que nasceu no Oriente e ergue-se como um ideal sublime, para Oriente e Ocidente, dizendo a ambos: Aqui estou, entre vós; aprendei mutuamente, equilibrai a espiritualidade com o desenvolvimento material.” 

Cristo e Krishna: Avatares da Verdade Única
 “ Saber que os avatares divinos para se tornarem perfeitos, já tiveram de passar pelos mesmos tipos de provas e experiências humanas por que passamos, nos dá esperança em nossa própria luta.” 

Os Dez Mandamentos: Regras Eternas de Felicidade
 “ Elimine-se o egoísmo – individual, industrial, político e nacional – e não haverá mais guerras.” 

Passos para a Consciência Crística Universal 
 “ Não é preciso dar tudo o que possui, mas você deve ter um intenso desejo de ajudar os outros, e estar física e mentalmente preparado para que, ao surgir a ocasião, possa fazer por eles o que faria por você mesmo.” 

Quem fez Deus?
 “O Infinito, Deus, é a causa suprema de toda a criação finita. Ele projeta o poder de maya – a ilusão de que o Um se tornou muitos.” 

O Elo Perdido Entre a Consciência e a Matéria
 “Alcançar domínio sobre a energia cósmica – o elo perdido entre consciência e matéria, corpo e Espírito – significa compreender a verdadeira natureza do ser – de todas as coisas da criação – e a unidade de tudo com o Criador.”

Paramahansa Yogananda: A sabedoria do Oriente e do Ocidente







Nascido na Índia, em 5 de janeiro de 1893, Paramahansa Yogananda devotou sua vida a ajudar pessoas de todas as raças e credos a compreender e manifestar mais plenamente em suas vidas, a beleza, a nobreza e a verdadeira divindade do espírito humano através da ciência da Ioga.

Nestes mais de cem anos que transcorreram desde o nascimento de Paramahansa Yogananda, esse bem-amado instrutor mundial alcançou reconhecimento como um dos maiores emissários, no Ocidente, da antiga sabedoria antiga da Índia e a sua co-relação com os ensinamentos de Jesus Cristo. Sua vida e seus ensinamentos continuam a ser fontes de inspiração e de luz para pessoas de todas as religiões, através de sua vasta obra.

Paramahansa Yogananda nasceu no norte da Índia, e, após ter colado grau na Universidade de Calcutá, em 1915, fez os votos solenes de monge da Ordem Indiana dos Swamis. Dois anos mais tarde, iniciou a obra da sua vida com a fundação de uma escola da “Arte de viver”, em Ranchi, trabalho que cresceria até transformar-se atualmente em 21 instituições educacionais por toda a Índia.  Ali, ministram-se, até hoje, as matérias acadêmicas tradicionais juntamente com o treinamento em yoga onde jovens aprendem técnicas milenares para o controle da mente e do corpo, educação totalmente baseada nos valores espirituais universais. Mahatma Gandhi e Rabindranath Tagore, dois mestres da Humanidade conheceram Yogananda e compartilhavam dos mesmos ideais educacionais.

Em 1920, conforme havia sido previsto pela sua linhagem de mestres, Sri Yogananda foi para os EUA, sendo convidado para ser delegado da Índia a um Congresso Internacional de Religiosos Liberais, em Boston. Nesse mesmo ano, fundou a Self-Realization Fellowship, para difundir, por todo o mundo, seus ensinamentos, que lhe foram transmitidos pela linhagem dos mestres Mahavatar Babaji, Lahiri Mahasaya e Sri Yukteswar.

Em suas apresentações, Yogananda gostava de comparar os avanços científicos do século 20 com a filosofia hindu. Costumava associar as premissas da Física de quântica com as bases da metafísica indiana de que, sob a aparente diversidade do universo, existe uma só realidade. Segundo Paramahansa Yogananda, Einstein, ao reduzir a estrutura cósmica às variações de uma única lei, regressou, por milênios, à origem da milenar sabedoria hindu, na época em que os antigos sábios proclamaram a existência de uma única textura que forma a criação.

Ao longo da década seguinte, Paramahansa Yogananda viajou intensamente, dando palestras e aulas em que instruiu milhares de homens e mulheres na ciência da yoga e de como levar uma vida espiritual equilibrada.

Ensinou a unidade subjacente às grandes religiões do mundo e métodos de meditação universalmente aplicáveis para alcançar a experiência pessoal e direta de Deus. Aos estudantes de seus ensinamentos realmente dedicados, apresentou as técnicas de meditação científica da Kriya-Yoga, que produzem o despertar da alma e constituem os alicerces dessa ciência espiritual sagrada que proporciona uma evolução espiritual muito mais acelerada no homem.

Eticoterapia





A lógica mandaria começar este estudo analisando os conceitos de "ética" e de "Vida".

Ainda não existe consenso sobre o que é a vida e sobre o que é a ética. São conceitos ainda um tanto vagos, preconceituosos, imprecisos, portanto polêmicos. Por isto optei por uma ordem psicológica. Para tanto, começo por buscar a significação de um termo sânscrito, dharma, o qual, melhor que qualquer outro, pode nos ajudar a entender a ética como um fator essencial à preservação da saúde e da vida do indivíduo e da sociedade.

A palavra dharma deriva da raiz sanscrita dhri, que significa aquilo que dá sustentação ou permanência a um qualquer dos inumeráveis e multifários sistemas que compõem o universo. Um corpo, uma célula, um carro, uma geladeira, um computador, um aparelho de fax, um lar, uma escola, um clube esportivo, um sindicato, uma nação, uma empresa, um átomo, a Humanidade inteira, todos são sistemas. Se um sistema, um órgão ou organismo, uma coisa, está em dharma, continua existindo, mas, se não está, perde a necessária estabilidade, se deteriora e no devido tempo deixa de existir. 

Por exemplo, o dharma da água é matar a sede, fluir, molhar... se não mata a sede, não flui, não molha, estará fora de seu dharma, portanto já deixou de ser água. 

Qualquer ser que deixou de cumprir a função cósmica para qual existe perde sustentação, entra em entropia, isto é, adoece, se desorganiza, degringola, se desfaz, fenece, perece, se extingue.
Se você usar seu carro corretamente, conforme sugere o "manual do usuário", o manterá sadio, isto é, com bom desempenho, sem problemas e, ainda mais, lhe assegura maior duração. Não é? 

Podemos dizer que o bom funcionamento e duração maior de um qualquer equipamento seu depende de você cumprir seu dever (seu dharma) em relação a ele. E se, em vez de ser um qualquer equipamento, for seu corpo, sua mente, suas energias, seu desempenho humano, não é a mesma coisa? Sim, pois seu corpo, sua mente, suas energias são seus equipamentos. 

Aliás, os mais preciosos para seu desempenho pessoal. Você, eu, qualquer pessoa permanecemos sadios somente enquanto desempenharmos sabiamente o papel individual, que o divino dramaturgo confiou a cada um no espaçoso palco do universo. 

O papel, a tarefa ou dever que nos foi designado é nosso dharma individual.

Chama-se adharma o comportamento destoante, negligente, contrário ao dharma.

Se viver em dharma produz saúde, vigor, bem estar, força, euforia, equilíbrio, harmonia, finalmente, vida, vida em abundância, conforme falou Jesus, viver em adharma produz o oposto, isto é, enfermidade, dor, tristeza,... e isto debilita , tumultua e encurta a vida.

A saúde, dizem os médicos, depende do que eles denominam homeostase, isto é, a estabilidade do meio interno, do organismo em face da normal instabilidade do meio externo no qual vivemos. 

Conduzir a vida com retidão, com justiça, em dharma, promove a homeostase. Ao contrário, a conduta amoral ou imoral acaba com ela. 

Deu para entender? Essa é uma forma de a Medicina, talvez sem saber, está provando o que os mestres yogis, há milênios, vêm ensinando: nos sistemas biológicos (homens, animais e plantas) a saúde é uma decorrência de uma vida ética. Você e eu somos sistema biológicos, portanto temos que viver em retidão.

E quanto aos sistemas mecânicos (um veículo, a enceradeira, o relógio, o computador...)? Acontece exatamente o mesmo. Só que, aquilo que, nos sistemas biológicos se chama homeostase, nestes outros os técnicos chamam steady state, isto é, "condição estável", que é indispensável ao bom desempenho ou a saúde do aparelho, seja qual for.

Ao afirmar que o salário do pecado é a morte, o apóstolo Paulo lançou as bases daquilo que ousei batizar com o nome de eticoterapia, a qual considera uma vida eticamente mal conduzida, isto é, em "pecado", em contravenção, tão destrutiva quanto veneno, antígeno, célula cancerosa, radical livre, tudo que, dentro de nosso organismo, gera doenças e acaba com a vida. 

Da mesma forma, uma vida eticamente bem conduzida funciona como excelente matéria médica, capaz de prevenir, amenizar e curar doenças.

José Hermógenes

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

OS DEZ DECRETOS DO ARCANJO MIGUEL


1. Renuncio a quaisquer expectativas relativas à minha evolução e progresso espiritual. Vivo no momento em cada dia, concentrando-me no objetivo de restabelecer a harmonia e o equilíbrio do meu corpo, do meu espírito, das minhas emoções e do todo com o meu Eu Superior.

2. Anulo todos os acordos feitos com a minha mãe, pai, filhos, enteados, marido (ou mulher), ex-mulher (ou ex-marido) ou quaisquer outras pessoas que me possam reter na terceira dimensão.

3. Renuncio a todos os conceitos inválidos sobre o meu valor, a minha percepção do amor, da alegria, da paz, da segurança, da harmonia, da abundância, da criatividade, da vitalidade, da juventude, da saúde e do bem-estar, da velhice e da morte.

4. Renuncio à necessidade de querer salvar o mundo ou qualquer ser humano que nele se encontra. Tenho consciência de que a minha missão é aceitar a minha mestria e viver sendo um exemplo de vida e de amor sem esperar nada em troca de ninguém.

5. Liberto-me de todos os preconceitos e memórias celulares quanto ao meu corpo físico. Reivindico o meu direito divino à beleza, vitalidade, saúde e bem-estar, consciente de que são o meu estado natural e que basta seguir os impulsos do espírito para que essa perfeição se manifeste.

6. Renuncio a quaisquer expectativas quanto à minha criatividade e ao meu trabalho. Trabalho e crio por prazer, ciente que a abundância e os recursos provêm do Espírito e da minha autoconfiança e não apenas do meu esforço.

7. Renuncio a quaisquer condições da terceira dimensão que as instituições governamentais ou afins me queiram impor. Não poderão controlar a minha pessoa, nem a minha abundância ou segurança. Tenho plenos poderes para manifestar a segurança, ser independente e comandar o meu próprio destino.

8. Liberto-me de todos os resíduos e dívidas cármicas, bem como das energias impróprias existentes em mim e no meu corpo físico, emocional e astral. Resolvo todos os condicionamentos com agrado e desembaraço para expandir a luz e me unir aos co-criadores do Paraíso na Terra.

9. Liberto-me de todos as concepções falsas sobre a minha capacidade de alcançar o conhecimento, a sabedoria e as informações pertinentes provenientes do Espírito e das dimensões superiores. Obtenho assim novos conhecimentos, conceitos e sabedoria que me permitem aprender, crescer e servir de exemplo vivo.

10. Renuncio a qualquer juízo, idéia pré-concebida ou expectativa relativamente a outros seres, sabendo que estes se encontram no seu perfeito lugar e evolução. Transmito-lhes Amor e encorajamento e limito-me a oferecer-lhes informações quando mas pedirem, tendo o cuidado de lembrar-lhes que a minha verdade pode não ser a deles.

Canalizado por Ronna Herman




sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Há um lugar!!!


Existe um lugar ai dentro que é só seu... então vamos celebrar hoje, não importa se está frio, se aquela pessoa não ligou, se a promoção no trabalho não saiu. Hoje só é hoje...

Não volta mais!!!

Vamos achar graça da vida, aceite o momento presente, aceite quem você é! Sintonize a sua antena o mais alto que você puder, e acredite... você é maior que sua conta bancaria, você vale mais que sua roupa e que o cargo que ocupa.

Abandone sua identidade física mesmo que for por alguns instantes e permita a ti ser a verdadeira essência divina que é imortal!

Faça planos, mais não viva em função deles. A vida passa rápido, não se cobre demais e pare de cobrar os outros por suas frustrações.

Sem cobrança, sem pressão, sem tomar ou dar tristeza, não somos donos de nada, nem de ninguém. Tudo já existia antes mesmo de nascermos e vai continuar a existir quando aqui não morarmos mais.

A chuva vai aparecer algumas vezes, o universo chora pra limpar, faça isso também... chore as vezes pra lavar a alma, seja de alegria ou de tristeza saiba que o sol vai aparecer pra brilhar ainda mais forte seu Ser.

Compreenda que não existe uma vida perfeita... o perfeito é hoje! Qualquer que seja os acontecimentos eles não são para sempre. Reserve um momento para rir, para dizer bobagem, para estar com amigos, para fazer um carinho, pra dizer aquilo que sente.

Não fique preso em uma única situação, a obsessão por uma coisa só, nos torna incapaz de viver outras. 

Depois de ver a lua ontem e inusitadamente escutar essa canção que me fez sorrir e dançar.

Desejo a vocês um final de semana de felicidade e prazer.

Beijokas yoguinis!

Tia Lu, rsrsr.