..

"A alma que não se abate, que recebe indiferentemente tanto a tristeza como a alegria, vive na vida imortal."Fonte - Bhagavad-Gita

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Niyama - Princípios de harmonia consigo mesmo




Nyámas:
SEGUNDO ESTÁGIO DO YOGA:NYAMA

 Autopurificação pela disciplina;
Tronco da árvore do yoga segundo Iyengar.
Os princípios de Nyama são cinco: Sauchan; Santosha; Tapas; Swadhyaya e Iswara- Pranidhana.
Tais princípios controlam os órgãos da percepção: os olhos, os ouvidos, o nariz, a língua e a pele.
Os Nyamas são o que queremos e devemos focar, pois descrevem ações e atitudes às quais geram comportamentos que devemos cultivar.

SAUCHAN: Limpeza;                          
 Pureza; Limpeza.Varrer da mente, coração e corpo tudo aquilo que não lhe é produtivo e saudável. Agir mentalmente com clareza, sendo limpo com você mesmo, cultivando bons pensamentos, bons sentimentos e mantendo seu corpo saudável. Um coração limpo, livre de ressentimentos e com ampla capacidade de compaixão e perdão.

SANTÔSHA: Bom humor, alegria;      
 Contentamento; Atitude positiva perante a vida; Otimismo sempre; …. Predisposição à felicidade; Boa vontade para com a alegria; Comprometimento com o auto-elogiar-se.

TAPAS: Auto-superação;Disciplina; Esforço; Vem do verbo queimar em sânscrito( língua oficial do yoga).Focar em ser uma pessoa melhor sempre.

WADHYAYA: Auto-estudo;Estudo de si mesmo; auto-estudo. SWA= self- soul, atman, higher-self.DHY- Vem de Dhyana= concentração perfeita.Ya= um sufixo que evoca uma qualidade ativa. Swadhyaya é como se fosse um holograma, um microcosmo contendo a essência do yoga. Significa ativamente meditar ou estudar a natureza do si mesmo. Pede como princípio para que lembremos de estar alerta, consciente, desperto para a nossa verdadeira natureza. A medida que estudamos e compreendemos que o nosso mundo externo só é o que é por conta do nosso mundo interno, aí então estaremos de acordo com esse princípio ético yogue. É um princípio que faz com que nos tornemos atentos a idéia de sincronicidade que rege tudo o que há..Tradicionalmente swadhyaya é compreendido como o estudo das escrituras. Porém, na verdade, qualquer prática que te faça lembrar sobre a sincronicidade de tudo, inter-relação entre você mesmo e tudo o que te cerca é swadhyaya. Assistir ao documentário The Secret , saber sobre EFT, PNL, astrologia, terapia é swadhyaya. Para você swadhyaya pode ser ler um bom livro, praticar ásanas ou cantar com o coração e isso está totalmente coerente com tal princípio.Entenda que tudo aquilo que te leva a ser uma pessoa melhor para si e para o seu universo é o meio de se estar praticando swadyaya.


ISHWARA PRANIDHANA: A entrega.Patânjali define ISWARA como “Senhor”. Iswara-pranidhana pode ser traduzido como entregar os frutos de todas as nossas ações ao senhor. Abandonar o apego aos resultados, aos frutos de nossas ações. Aprender a lavar as mãos depois de concluir o que tinha de ser concluído. Deixar a energia divina trabalhar a seu favor. Confiar.   É a Lei do distanciamento segundo Deepak Chopra.Muitas pessoas ficam confusas com este niyáma em função do yoga raramente ser associado como uma filosofia teísta.( Apesar de Patânjali afirmar no seu 23 VERSO DO Yoga Sutra que devoção ao senhor é uma das principais avenidas para o alinhamento, equilíbrio). Na realidade, algumas tradições yogues interpretam iswara-pranidhana como uma devoção direcionada para uma deidade particular ou representação de Deus, enquanto outras linhas se referem a um conceito mais abstrato do divino.O importante é compreender que nem sempre temos o controle total de tudo o que nos acontece e que está tudo bem se isso acontecer. Ás vezes as coisas não saem conforme o planejado, mas e daí? Isso é motivo para você duvidar de si mesmo? Claro que não. Esse nyáma faz com que a gente se lembre que há algo maior , divino, supremo que rege a ordem universal. Temos que aprender a agradecer por tudo aquilo de bom que nos acontece diariamente. O agradecimento é a avenida para se ser coerente com esse nyama e entender a sua verdadeira essência, que é a de venerar o divino que habita em cada um de nós. Todos nós temos algo de sagrado e espetacular e é a esse algo que devemos depositar nossa fé , deixando de lado os infortúnios da vida.Entregue ao senhor, joga para o universo tudo aquilo que você faz e então estará de acordo com esse preceito maravilhoso, que nos ensina a arte de aceitar a vida que escolhemos ter, afinal de contas a gente escolhe o que se quer ser sempre. Pense nisso e faça boas escolhas! Depois agradeça! 


Namastê

yama - Princípios de harmonia com os outros




 PRIMEIRO ESTÁGIO:

YAMA:
Raiz da árvore do yoga segundo B.K.S. Iyengar
  • Refreamento;
  • O que deve ser evitado.
  •  Disciplina Ética.
  •  Mandamentos morais universal transcendendo credos, países, épocas e tempos.
  • Disciplina social e individual relacionada aos cinco órgãos da ação: braços, pernas, órgãos reprodutores e excretores.
  • Abrange Cinco princípios: Ahimsa; Satya; Asteya; Brahmacharya e Aparigraha. 

Yámas:
  • AHIMSA: A Não-Violência:1.AHIMSA: Não – Violência. Himsa= verbo que significa machucar, ferir.
    A= negação.
    Como levar o ahimsa para a prática de yoga ,evitando forçar perigosamente o próprio corpo. Qual a força motriz para a violência?
    A Raiva( Uma ameaça em potencial e real á Paz). Para o filósofo estóico Sêneca a raiva é a mais hedionda e frenética das emoções.Raiva é uma ameaça á sobrevivência da humanidade, aos valores humanos e ao ambiente.Nos últimos anos vários estudos científicos comprovaram o que a experiência já havia nos ensinado: a raiva e sua forma superlativa_ o ódio_ enfraquecem as defesas do organismo e são uma causa importante de doenças e morte prematura. Além disso, por destruírem nossa serenidade mental e nossa virtude, a raiva e o ódio podem ser considerados os maiores obstáculos ao desenvolvimento da compaixão e do altruísmo.


    O Avô e os lobos

    Um velho avô disse ao neto, que veio a ele com raiva de um amigo o qual lhe havia feito uma injustiça.
    “ Deixe-me contar-te uma história. Eu mesmo, algumas vezes, senti grande ódio daqueles que aprontaram tanto, sem qualquer arrependimento daquilo que fizeram. Todavia, o ódio corrói você, mas não fere seu inimigo. É o mesmo que tomar veneno, desejando que seu inimigo morra. Lutei muitas vezes contra esses sentimentos.”
    E ele continuou:
    “ É como se existissem dois lobos dentro de mim. Um deles é bom e não magoa. Ele vive em harmonia com todos ao redor dele e não se ofende quando não se teve intenção de ofender. Ele só lutará quando for certo fazer isto e da maneira correta.”
    “ Mas, o outro lobo, ah! Este é cheio de raiva. Mesmo as pequeninas coisas o lançam num ataque de ira. Ele briga com todos  o tempo todo, sem qualquer motivo. Ele não pode pensar porque sua raiva não irá mudar coisa alguma.
    Algumas vezes é difícil conviver com estes dois lobos dentro de mim, pois ambos tentam dominar meu espírito.”
    O garoto olhou intensamente nos olhos do seu avô e perguntou: e qual deles vence, vovô?!
    O avô sorriu e respondeu baixinho: Aquele que eu alimento mais freqüentemente.




    SATYA: A Verdade. SATYA.Veracidade.Aqui nesse yama há um apelo á forma como você utiliza a verdade. Lembrar de evitar criticar, condenar e queixar-se de alguém, situação e a você mesmo(a).
    A verdade aqui é abordada no sentido de se fazer ser verdadeiro consigo mesmo no ãmbito emocional, físico, mental e espiritual. Praticando a ahimsa, a não-violência, na maneira de se comunicar consigo mesmo e com tudo mais a seu redor. O fato de você falar a verdade e vivenciá-la não lhe dá o direito de ser arrogante, prepotente, cruel e agressivo quando exteriorizar a sua verdade. Essa é a mensagem desse yáma.




    A Maneira de Dizer a Verdade 

    • Certa vez, um sultão sonhou que havia perdido todos os dentes. Logo que despertou mandou chamar um advinho para que interpretasse seu sonho.
      _ Que desgraça, senhor! Exclamou o advinho. Cada dente caído representa a perda de um parente de vossa majestade.
      _Mas que insolente! Gritou o sultão enfurecido. _Como te atreves a dizer-me semelhante coisa?! Fora daqui!
      Chamou os guardas e ordenou que lhe desse, 100 açoites. Mandou que trouxessem outro advinho e lhe contou seu sonho. Este, após ouvir o sultão com atenção, disse-lhe:
      _ Excelso senhor! Grande felicidade vos está reservada. O sonho significa que haveis de sobreviver a todos os vossos parentes.
      A fisionomia do sultão iluminou-se num sorriso, e ele mandou dar 100 moedas de ouro ao segundo advinho. E quando este saía do palácio um dos cortesãos lhe disse admirado:
      _ Não é possível! A interpretação que você fez foi a mesma que o seu colega havia feito. Não entendo porque ao primeiro ele pagou com cem açoites e a você com cem moedas de ouro.
      _ Lembra-te, meu amigo, respondeu o advinho: _ que tudo depende da maneira de dizer.
      Um dos grandes desafios da humanidade é aprender a arte de comunicar-se. Da comunicação depende, muitas vezes, a felicidade ou a desgraça, paz ou guerra. Que a verdade deve ser dita em qualquer situação, não resta dúvida. Mas a forma como ela é comunicada é que tem provocado em alguns casos grandes problemas. A verdade pode ser comparada a uma pedra preciosa. Se a lançarmos no rosto de alguém pode ferir, provocando dor e revolta. Mas se a envolvermos em delicada embalagem e a oferecemos com ternura, certamente será aceita com facilidade.
      A embalagem, nesse caso, é a indulgência, o carinho, a compreensão e acima de tudo, a vontade sincera de ajudar a pessoa a quem nos dirigimos.
      Ademais, será sábio de nossa parte, antes de dizer aos outros o que julgamos ser uma verdade, dizê-la a nós mesmos diante do espelho. E , conforme seja a nossa reação, podemos seguir em frente ou não.



      ASTEYA: Não-roubar:
      • Não- Roubar. 
      • Abstenção da avareza;
      • Excessivo e sórdido apego ao dinheiro, pessoas, situações; enganação;
      • falta de generosidade; mesquinhez; ciúme; zêlo.
      • Não-roubar tempo dos outros, espaço dos outros.
      • Mensagem: dar créditos ás pessoas. Elogiar honesta e sinceramente os seus íntimos, as pessoas as quais convive.
      •  Lembrar-se de praticar o elogio a si mesmo.



      O Sábio Mestre

      Há muito tempo atrás havia um mestre que vivia junto com um grande número de discípulos em um templo arruinado.Os discípulos sobreviviam através de esmolas e doações conseguidas numa cidade próxima. Logo, muitos deles começaram a reclamar sobre as péssimas condições em que viviam.Em resposta, o velho mestre disse um dia: “ Nós devemos reformar as paredes do templo. Desde que nós somente ocupamos o nosso tempo estudando e meditando, não há tempo para que possamos trabalhar e arrecadar o dinheiro que precisamos. Assim, eu pensei numa solução simples.”
      Todos os estudantes se reuniram diante do mestre, ansiosos em ouvir suas palavras.
      E o mestre disse: “ Cada um de vocês deve ir para a cidade e roubar bens que poderão ser vendidos para a arrecadação de dinheiro. Desta forma, nós seremos capazes de fazer uma boa reforma em nosso templo.”
      Os estudantes ficaram espantados por este tipo de sugestão vir do sábio mestre. Mas, desde que todos tinham maior respeito por ele, não fizeram nenhum protesto. O mestre disse logo a seguir, de modo bastante severo:
      “ No sentido de não manchar a nossa excelente reputação, por estarmos cometendo atos ilegais e imorais, solicito que cometam o roubo somente quando ninguém estiver olhando. Eu não quero que ninguém seja pego.”
      Quando o mestre se afastou os estudantes discutiram o plano entre eles. “ È errado roubar”, disse um deles. “ Por que nosso mestre nos solicitou para cometermos este ato?” Um deles perguntou e outro respondeu em seguida: “ Isto permitirá que possamos reformar o nosso templo, no qual é uma boa causa.”
      Assim todos concordaram que o mestre era sábio e justo e deveria ter uma razão para fazer tal tipo de requisição. Logo, partiram em direção à cidade, prometendo coletivamente que eles não seriam pegos, para não causarem a desgraça para o templo. “ Sejam cuidadosos e não deixe que ninguém os veja roubando” , incentivavam uns aos outros, todos os estudantes que foram á cidade, com exceção de um.  O sábio mestre se aproximou dele e perguntou-lhe: “ Por que você ficou pra trás?!”
      O garoto respondeu: “ Eu não posso seguir as suas instruções para roubar onde ninguém esteja me vendo. Não importa aonde eu vá, eu sempre estarei olhando para  mim mesmo. Meus próprios olhos irão me ver roubando. O sábio mestre abraçou o garoto com um sorriso de alegria e disse: “ Eu somente estava testando a integridade de meus estudantes e você é o único que passou no teste.”
      Após muitos anos o garoto se tornou um grande mestre.



      BRAHMACHARYA:
      Contenção da energia sexual

      • Não- promiscuidade.
      • Mensagem: Controle do prazer sensorial. 
      • Outras definições: celibato, estudo religioso, castidade.Evitar relações sexuais ás quais você não exalte a espiritualidade da pessoa, á qual você não enxerga no outro a sua alma divina, a qual você não entenda que a quem você se entrega é uma alma em movimento que habita um corpo. 




      Dois amigos e quatro mulheres

      “ Que maravilha é ter duas mulheres”, falou entusiasmado um homem ao seu amigo, enquanto fumavam narguilé num bar. Com as mais floreadas palavras, ele louvava a variedade e a magnificência de poder testemunhar o fato de que duas flores podem ter perfumes tão diferentes. Os olhos do amigo ficavam cada vez mais arregalados. “ Meu amigo deve viver tão bem como no paraíso”, pensou ele com seus botões. “ Por que não deveria eu também saborear a doçura de ter duas mulheres como meu amigo aqui provavelmente faz? “
      Logo após esse encontro, ele tomou para si uma segunda esposa. Ao tentar compartilhar o leito nupcial com ela na noite do casamento, ela o rejeitou zangadamente.
      “ Deixe-me dormir” , disse ela, “ vai procurar tua primeira esposa. Eu não quero uma quinta roda na carreta. Escolhe: ou eu, ou a tua outra esposa”.
      Em busca de consolo, ele foi até sua segunda esposa.Mas , quando tentou deitar na cama junto a ela, veio a reclamação: “ Não comigo! Se casaste com uma segunda mulher é porque  eu não te sou suficiente, então volta para os braços dela!”
      Nada mais lhe restava fazer senão sair de sua própria casa e buscar um lugar para dormir na mesquita mais próxima. Quando tentava adormecer em posição de oração , escutou alguém que pigarreava atrás dele. Espantado, voltou-se para trás, pois a pessoa que havia chegado não era outra senão seu bom amigo que havia exaltado a maravilha de ter duas esposas.
      “ Por que vieste aqui?” perguntou ele assombrado.
      “ Minhas esposas não me deixam chegar perto delas. Assim tem sido por várias semanas.”
      “ Mas então por que me disseste que era maravilhoso viver com duas esposas?”
      Envergonhado, o amigo respondeu: “ Eu me sentia tão solitário nessa mesquita, que desejava ter um amigo comigo…”






      • APARIGRAHA: Desapego, lei do distanciamento.
      • Não – possessividade.
      • Evitar querer colecionar pessoas, coisas, situações às quais não lhe são mais úteis.
      • Aprender a largar, aprender a abandonar hábitos fúteis, condicionamentos que lhe fazem mal e são opressores.
      • Aprender que nada e nem ninguém lhe pertence.
      • Mensagem: “ Cuide de seu jardim que as borboletas vêm até você.”

      Amigo


      Numa aldeia vietnamita, um orfanato dirigido por um grupo de missionários foi atingido por um bombardeio.
      Os missionários e duas crianças tiveram morte imediata e os restantes ficaram gravemente feridos. Entre elas uma menina de 8 anos, considerada em pior estado. Foi necessário chamar a ajuda por rádio e ao fim de algum tempo um médico e uma enfermeira da marinha dos EUA chegaram ao local. Teriam que agir rapidamente, senão a menina morreria devido ao traumatismo e a perda de sangue. Era urgente fazer uma transfusão, mas como?
      Após vários testes rápidos, puderam perceber que ninguém ali possuía o tipo de sangue necessário. Reuniram as crianças e entre gesticulações, arranhadas no idioma tentaram explicar o que estava acontecendo e que precisariam de um voluntário para doar sangue.
      Depois de um silêncio sepulcral , viu-se um braço magrinho levantar timidamente. Era um menino chamado Heng. Ele foi preparado às pressas ao lado da menina agonizante e espetaram-lhe uma agulha na veia. Ele se mantinha quieto e com o olhar no teto.
      Passado um momento, ele deixou escapar um soluço e tapou o rosto com a mão que estava livre. O médico perguntou-lhe se estava doendo e ele negou. Mas, não demorou muito a soluçar de novo, contendo as lágrimas. O médico ficou preocupado e voltou a lhe perguntar, e novamente ele negou. Os soluços ocasionais deram lugar a um choro silencioso e ininterrupto. Era evidente que alguma coisa estava errada. Foi então que apareceu uma enfermeira vietnamita vinda de outra ala. O médico pediu então que ela procurasse saber o que estava acontecendo com o Heng. Com a voz meiga e doce, a enfermeira foi conversando com ele e explicando algumas coisas, e o rostinho do menino foi se aliviando….
      Minutos depois ele estava novamente tranqüilo. A enfermeira então explicou aos americamos:
      _ “ Ele pensou que ia morrer, não tinha entendido direito o que vocês disseram e estava achando que ia ter que dar TODO o seu sangue para a menina não morrer.”
      O médico se aproximou dele, e com a ajuda da enfermeira, perguntou-lhe:
      _” Mas se era assim por que então você se ofereceu a doar seu sangue para ela?
      E o menino respondeu simplesmente:
      _” Ela era minha AMIGA”

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Sabedoria do dia





Uma das minhas histórias favoritas é sobre um aluno que viajou o mundo para encontrar e aprender com um grande sábio. Ao encontrar-se com seu mestre, o aluno imediatamente começou a lhe falar de todas as crenças que havia adquirido em sua jornada. Enquanto o professor escutava atentamente, serviu ao aluno uma xícara de chá. O aluno deu uma pausa longa o suficiente no que estava dizendo para perceber que a xícara já estava cheia, e que ainda assim o professor continuava despejando o líquido.

“Mestre, minha xícara está cheia. Por que o senhor ainda está servindo o chá?” perguntou o aluno. 

“Você é bem parecido com essa xícara”, disse o sábio. “Tão cheio de conhecimento, que há pouco espaço para o crescimento”. 

O aluno tinha acabado de receber sua primeira lição do seu professor: o começo da sabedoria é saber que você não sabe. 

Esse ensinamento é especialmente importante para aqueles de nós que estão no caminho espiritual. Depois de alguns anos de dedicação aos estudos, geralmente achamos que aprendemos a verdade. Significa que logo aprenderemos a verdade real: existe sempre mais a aprender. Afinal de contas, se tivéssemos aprendido tudo que existe para aprender – ou até mesmo aprendido o suficiente – por que ainda teríamos perguntas, problemas e caos em nossas vidas? 

Existe uma fonte espiritual que contém todas as soluções e respostas que buscamos na vida, e elas se tornam mais acessíveis através do entendimento de que não sabemos nem uma parte do quanto pensamos saber. Infelizmente, quando achamos que entendemos mais do que é verdade, limitamos as dádivas inerentes a essa fonte. Ela só começa a revelar sua abundância para nós quando compreendemos que não sabemos nem uma parte do que achamos saber. 

Acreditamos que entendemos a Bíblia, a ciência, nosso cônjuge, nossos amigos, nossos filhos – mas na verdade, tem muito mais a ser conhecido. Sempre mais a ser descoberto. 

Somos todos como o aluno, cuja xícara estava muito cheia com seus próprios pensamentos, ideias e crenças. Quanto mais abrirmos mão, tanto mais conseguiremos nos abrir para entender verdades ainda mais grandiosas.

Ao reconhecer que não sabemos, nos abrimos para aprender muito mais.

http://www.kabbalahcentre.com.br


Namastê
Lu Perez

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Mantra






"Tumi bhaja re mana, Tumi japa re mana,
Om, Shri Ram jaya Ram, Japa re mana"


Mantra
Significado /Meaning
"Oh mente (mana), minha querida amiga.
Sempre cante (Bhaja) o nome do Divino.
Sempre repita (japa) o nome de Deus.
Cante o Nome do Divino em cada inspiração e expiração, com ou sem palavras.
Que cada respiração seja de Deus.

Namastê






O fundamental para o nosso futuro é viver hoje com a brilhante sabedoria de enxergar a felicidade nas pequenas coisas. Lu Perez

Namastê

terça-feira, 12 de novembro de 2013

LIBERDADE PARA A MENTE E A LIBERTAÇÃO DO MEDO





por Electra Osara.
Mensagem canalizada por Natalie Glasson
11 de Janeiro de 2013


Saudações àqueles no Planeta Terra. 

Venho como Electra Osara, uma comunicadora no interesse dos Pleiadianos. Trago a vibração do puro amor, como um estado elevado de consciência, que eu compartilho com vocês, como um presente das Plêiades.

Vocês podem desejar abrir as suas mentes e o chacra do terceiro olho para a onda e a vibração do amor como um estado elevado de consciência. Esta vibração semelhante a uma brisa refrescante trará clareza e suavidade às estruturas energéticas da sua mente.

A mente e o corpo mental quando o seu foco está preso na 3ª dimensão, podem conter padrões energéticos rígidos e densos, tornando-se difícil ir além da consciência já obtida. Quando a rigidez dos padrões energéticos se dissolve, a mente e o corpo mental são capazes de respirar, expandirem-se livremente, a fim de reunir e processar nova consciência e compreensão.

Quando plantamos o amor puro de nossa consciência em sua mente, a nossa dádiva e propósito é abrandar a influência da dimensão física em sua mente, portanto, vocês são mais facilmente capazes de projetar a experiência que flui livremente em sua realidade, em vez de uma experiência limitada ou restritiva.

A mente e o corpo mental são ferramentas poderosas. Nós, os Pleiadianos, concentramo-nos em desenvolver esta ferramenta tanto quanto podemos na orientação divina que nos é oferecida pelo Criador.

Sua mente, quando vocês estão conscientes, é capaz de muito mais do que vocês podem atualmente perceber. Vocês podem visitar as Plêiades durante o seu estado de sono ou durante a meditação, para aumentar a sua compreensão da mente como uma ferramenta divina, despertando novos aspectos de sua mente, para expandir as suas habilidades de processar ou compreender a sua realidade.

A sabedoria que nós compartilhamos com vocês e o apoio que iremos lhes oferecer estão completamente alinhados com a vibração mais pura do Criador, pois os nossos ensinamentos são mantidos dentro do fundamento do amor puro.

Vocês podem desejar usar esta invocação:

“Eu invoco os meus guias e a minha equipe de anjos para me apoiarem e me protegerem em todos os momentos, supervisionando tudo o que eu realizar. 

Eu invoco Electra Osara e os seres Pleiadianos do puro amor para se aproximarem do meu ser, compartilhando a sua bela luz e a sua elevada vibração da consciência. 

Por favor, irradiem a sua luz de puro amor em minha mente e no meu chacra do terceiro olho, a fim de manifestar e de apoiar um estado elevado de consciência de mim mesmo, da minha alma, dos meus entes queridos, da minha realidade e do Criador. 

Permitam que a sua luz dissolva todas as limitações e as estruturas energéticas rígidas em minha mente e em meu corpo mental, que simbolizam a consciência física da 3ª dimensão. 

Que a sua luz, apoiada pela minha própria luz, suavize e dissolva todas as energias desnecessárias em minha mente e em meu corpo mental, criando uma maior sensação de liberdade e de expansão na rede energética, bem como nos padrões energéticos criados pelas formas-pensamento.

Se isto for guiado pela minha alma, permitam-me agora, ou com o tempo divino, receber a sabedoria e o apoio dos Pleiadianos, a fim de desenvolver e compreender mais plenamente a minha mente como uma ferramenta para experienciar e compreender a minha divindade. 

Obrigado e que assim seja.”

Então, permitam-se respirar profundamente, concentrando-se na luz que estamos compartilhando abundantemente com vocês, preenchendo a sua mente e o seu corpo mental.

Enquanto as restrições na mente são limpas, não apenas vocês serão mais capazes de deixar ir as velhas percepções e crenças, mas serão mais capazes de aceitar a intuição divina de sua alma e os insights que nós e os seus guias compartilhamos com vocês.

Em muitos sentidos vocês estão permitindo que a sua mente, da maneira com que percebem e processam a sua realidade e a consciência de si mesmos como um ser divino se altere, tornando-se mais alinhada com o atual aumento da consciência e das vibrações da Terra e com a influência de sua alma na realidade física.

Muitos dos seus sistemas e corpos energéticos estão passando por transições importantes da maneira com que eles trabalham e processam a energia, a sabedoria e a realidade que estamos agora experienciando. Cada um dos seus sistemas está se preparando para incorporar, manter e permitir um maior fluxo de luz em seu ser.

A cada vez que os seus sistemas e corpos energéticos se preparam para uma nova onda de luz, isto atrai uma onda de luz de uma vibração mais rápida e uma elevação da consciência para vocês, o que por sua vez, cria uma reação de um novo processo de preparação.

É um processo contínuo, onde os seus sistemas e corpos energéticos estão constantemente recalculando e re-calibrando, a fim de se tornarem verdadeiramente alinhados e ancorados na nova era do amor que se manifestou na Terra.

Nós, os Pleiadianos, estamos extremamente intrigados ao ver os processos de transformação através dos quais estão passando. Estamos especialmente interessados em ver como as ondas de luz irão influenciar e despertar a sua mente.

Não se preocupem se a sua mente, talvez, não reaja da forma com que estava acostumada. Saibam que vocês estão transformando naturalmente até o propósito de sua mente, a fim de trazer um novo uso para a sua mente em sua atual realidade, que esteja mais totalmente alinhada com o Criador.

Estamos apoiando agora esta transição. Para alguns será importante que compreendam as mudanças que estão ocorrendo em seu ser, especialmente na mente e no corpo mental, pois vocês serão capazes de infiltrar estas percepções na consciência geral da humanidade e, ao mesmo tempo, compartilhar com outros, para intensificar e acelerar este processo.

Outros, simplesmente, passarão pelo processo sem a necessidade de entendimento ou de compreensão. Para aqueles que sentem que a sua alma está desejando que eles adquiram uma maior compreensão das transições da mente, a fim de servirem melhor, nós oferecemos o nosso auxílio, consciência e apoio para que vocês acessem quando divinamente guiados.

Outro conceito que está focado na mente, e age como uma limitação, é a experiência, a energia, a criação e a vibração do medo. 

Em muitos dos planetas e estrelas do universo do Criador, o medo não se manifestou. O medo tem se manifestado na Terra, nós acreditamos, por causa da natureza frágil de seus corpos físicos. Seu corpo físico foi criado frágil, por causa de uma associação da vibração do físico, junto com a descrença no poder e na eternidade do Criador em seu ser.

Poderia ser dito que quando vocês perderam a consciência de sua divindade, então o veículo que hospeda a sua alma, começou a se deteriorar, devido à projeção da mente. Sem uma consciência do Criador ou do Divino em seu ser, vocês se esqueceram da força vital ilimitada, da expansão, da eternidade e do poder do Criador.

Vocês até se esqueceram de sua capacidade natural de se curarem e de se recuperarem dentro da dimensão em que existem. Portanto, o corpo físico se torna frágil e um pouco impotente, em relação ao verdadeiro potencial do corpo físico.

Quando os seres humanos perceberam que o corpo físico poderia então sucumbir à dor, ao sofrimento, à deformidade, à doença e muito mais, o mundo exterior se tornou um lugar temível, pois cada ação poderia danificar o corpo físico.

A crença do medo se concentrou na falta de amor, na falta de apoio, de força, de proteção, de saúde, de cura e de paz, todos os quais podem ser encontrados em abundância na alma.

A consciência e a perspectiva do medo se acumularam gradualmente na consciência geral da humanidade, significando que até os recém-nascidos iriam adotar a mesma visão sobre a realidade e o corpo físico.

Se o medo é diminuído em seu ser e consciência, então vocês são capazes de fortalecer o seu corpo físico em um estado a que foi destinado. Se a consciência e o processo do pensamento do medo não mais existirem em sua perspectiva, então vocês não mais atrairão o medo como uma projeção para a sua realidade.

Portanto, vocês não mais reagirão com medo e não mais manifestarão experiências terríveis, e assim o medo será diminuído e o seu corpo poderá evoluir para maiores possibilidades, porque o medo já não estará mais restringindo o fluxo e a expansão da alma no corpo físico.

Vocês estão cientes das histórias dos super seres humanos.
Estas são histórias criadas a partir da sabedoria em seu ser do que o seu corpo físico é capaz.

A consciência do medo e a degradação, ou a dor do corpo físico são vibrações poderosas, mas elas podem ser diminuídas com o foco. Isto não significa que vocês não sejam capazes de causar danos ao seu corpo físico e que nem sintam a dor, mas significa que vocês não criarão mais experiências que denotem a dor ou a natureza frágil do corpo físico, assim o sofrimento irá se dissolver.

Seu corpo físico desenvolverá novas habilidades, pois ele mudará para uma vibração mais elevada da luz. Pode ser necessário tempo para dissolver a consciência do medo e perceber o corpo de uma nova maneira, mas desejamos apoiar este processo em seu ser.

Em meditação, imaginem uma luz elétrica azul das Plêiades os envolvendo, enquanto vocês a inspiram profundamente em todos os aspectos do seu ser. Esta luz está limpando e purificando.

Digam em voz alta:

“Durante um período divinamente apropriado para a minha alma e o meu ser, desejo me separar, e a minha consciência, da consciência geral da humanidade, em relação ao medo e à natureza frágil do corpo físico. 

Permitam que todo o meu ser, a minha perspectiva e a minha consciência sejam libertados apropriadamente da influência do medo e da maneira com que eu vejo o meu corpo físico. 

Com a luz elétrica azul das Plêiades, eu limpo o medo e as suas influências em meu ser, substituindo o medo pela intuição divina do meu ser, que me guiará sempre. de forma apropriada. 

Substituo a minha crença sobre o meu corpo frágil pela crença no poder, na saúde e na força do meu corpo físico. 

Eu me amo humildemente, meu corpo, todas as pessoas, seres e aspectos do Criador, assim eu somente agirei da maneira mais bela e amorosa. 

Obrigado.”

Continuem a inspirar a luz.

Muitas pessoas acreditam que o medo é necessário para impedir o dano causado a si mesmo e aos outros, mas é o amor em seu ser que o impede de causar danos a si mesmo e aos outros, não o medo.

Deixo isto para a sua contemplação.

Com bênçãos estelares,

Electra Osara

http://stelalecocq.blogspot.com/2013/11/liberdade-para-mente-e-libertacao-do.html
www.omna.org
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

A ENERGIA DO AMOR




PORTAL 11:11
Mensagem de Karen Bishop
11 de Novembro de 2013


Nos últimos dias, a energia doce, suave e tranquila de nosso novo lar esteve espreitando... tornando-se conhecida com a presença do amor. Esta energia é tão nova e diferente e parece tão divina e adequada, que sentir a sua presença pode tornar tudo um pouco mais tolerável, às vezes.

Bondade, um suave carinho, uma completa tolerância e aceitação, e uma maneira muito mais suave de ser, com um doce sentimento de gratidão, têm sido bálsamos durante este interminável processo da ascensão. E, ao mesmo tempo, um aumento da pressão de cima está também se tornando conhecida, à medida que avançamos para o portal 11:11.

Mas, como sempre, com um movimento substancial próximo, qualquer “escuridão”, ou energias de vibração menos elevada podem, às vezes, encontrar o seu caminho até nós e se manifestarem na forma de ataques. A escuridão está com muito medo... ela está realmente aterrorizada porque não tem mais um lar.

Ela irá incorporar o que estiver próximo, que tenha uma abertura ou uma vibração equivalente e, geralmente, seguirá a luz. Isto é temporário e apenas parte do processo. Se pudermos ver estes casos com compaixão e carinho pelo que está com muito medo, as coisas podem se acalmar, enquanto então avançamos.

Estamos nos aproximando mais, mais e mais desta realidade muito nova, enquanto as coisas continuam a se abrir mais e mais.

Fadiga, vertigens, dores no corpo, náusea, enxaqueca, emoções intensas, sentir-se atordoado e quase paralisado e mais sintomas podem acompanhar esta última transição, mas ainda assim, se pudermos nos separar de toda a negatividade e dor, a energia mágica do novo pode facilmente se tornar conhecida. Estivemos viajando com rapidez cada vez maior, com as dores do parto muito próximas umas das outras, agora.

Estamos avançando com uma grande Presença no comando... sendo levados a uma terra tão linda que não podemos nos lembrar, pois cada detalhe dela foi perdido de quaisquer vagas lembranças que possamos ter mantido por tanto tempo. Mas os detalhes são tão doces e inspiradores que compreendê-los e acolhê-los é tudo o que podemos desejar fazer quando eles chegarem. É assim! Sem palavras...

O Amor está sempre presente.
Ele a tudo permeia.

Toda a limpeza e purificação que experienciamos dolorosamente e o que continua a ocorrer, criou espaço para que esta energia nos preenchesse e nos impulsionasse.

Estamos começando a transição através do portal 11:11.

Do meu coração para o seu,

Karen


http://stelalecocq.blogspot.com/2013/11/a-energia-do-amor-portal-1111.html
http://gamabooks.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!