..

"A alma que não se abate, que recebe indiferentemente tanto a tristeza como a alegria, vive na vida imortal."Fonte - Bhagavad-Gita

domingo, 30 de setembro de 2012

DNA




1 -Dores no corpo e sofrimentos, especialmente no pescoço, ombros e costas. Isto é o resultado de intensas mudanças no seu nível de DNA, enquanto a "semente Crística" é despertada interiormente. 

2. Sentimento de profunda tristeza interna sem aparente razão. Você está soltando seu passado (dessa vida e de outras) e isto causa o sentimentode tristeza. Isto é semelhante a mudar-se de uma casa na qual você viveu por muitos,muitos anos para uma nova casa. Por muito que você queira mudar-se para uma nova casa, existe uma tristeza por deixar as memórias para trás, energias e experiências da velha casa.

3. Chorar sem razão aparente. É bom e saudável deixar as lágrimas fluírem. Isto ajuda a soltar a velha energia interna. 

4. Repentina mudança no trabalho ou carreira.Um sintoma muito comum. Como você muda, coisas a sua volta igualmente mudarão. Não se preocupe em achar o emprego “perfeito” ou sua carreira agora. Você está em transição e poderá fazer várias mudanças de empregos até se estabelecer em algum que caiba sua paixão.

5. Afastar-se das conexões familiares. Você está conectado com sua família biológica via velho carma. Quando você sai do ciclo cármico, os vínculos das antigas conexões são soltos. Vai parecer que você está afastando-se de sua família e amigos. Depois de um período de tempo, você pode desenvolver uma nova conexão com eles, se isso for apropriado. Porém, a conexão será baseada na nova energia sem elos cármicos. 

6. Padrões de sono pouco comuns. É provável, que vocês acordem muitas noites entre duas e quatro horas da manhã. Há muito trabalhosendo feito em você, e isso muitas vezes faz você acordar para dar uma respirada” . Não se preocupe. Se você não puder voltar a dormir, levante-se e faça alguma coisa. É melhor do que deitar na cama e preocupar-se com coisas humanas.

7. Sonhos intensos. Nestes podem ser incluídos sonhos de guerra e batalhas, sonhos de caçadas e sonhos com monstros. Você está literalmente soltando a velha energia interna, e estas energias do passado são muitas vezes simbolizadas como guerras, corridas para escapar e o "bicho papão". 

8. Desorientação física. Em tempos você sentirá muito sem chão. Você estará "mudando espacialmente" com a sensação de que você não pode por os dois pés no chão, ou que você está andando entre dois mundos. Conforme sua consciência muda para a nova energia, seu corpo algumas vezes "atrasa-se" e "fica para trás", isto é, ele não acompanha. Gaste mais tempo na natureza para ajudar a aterrar a nova energia.

9. Aumento da "conversa consigo mesmo". Você encontrar-se-á conversando com seu "Eu" mais freqüentemente. Você de repente perceberá que esteve batendo papo com você mesmo pelos últimos 30 minutos. Existe um novo nível de comunicação tomando lugar dentro do seu ser, e você está experimentando a "ponta do iceberg" com a "conversa consigo mesmo". As conversas aumentarão, e se tornarão mais fluídas, mais coerentes e com mais visões interiores. Você não está ficando maluco. Você é apenas Shaumbra movendo-se para a nova energia. 

10. Sentimentos de solidão, mesmo quando em companhia de outros. Você pode sentir-se sozinho e longe dos outros. Você pode sentir desejo de evitar grupos e multidão. Como Shaumbra, você está percorrendo um caminho sagrado e solitário. Tanto quanto os sentimentos de solidão causem ansiedade, é difícil, neste tempo, contar sobre isto a outros. Estes sentimentos de solidão estão associados ao fato de seus Guias terem partido. Eles estiveram com você em todas as suas jornadas, em todos os cursos de suas vidas. Era tempo deles se afastarem, assim você ocuparia esse espaço com sua própria divindade. Isto também passará. O vazio interior será ocupado com amor e energia de sua própria consciência Crística.

11. Perda da paixão. Você pode sentir-se totalmente desapaixonado, com pouco ou nenhum desejo de fazer qualquer coisa. Isto está certo, e isto é apenas parte do processo. Pegue este tempo para fazer nada mesmo. Não lute com você mesmo por isso, porque isto também passará. É semelhante a reprogramar um computador. Você precisa fechar por um breve período de tempo para poder carregar com o novo e sofisticado software, ou neste caso, a nova energia da semente Crística. 

12. Um profundo desejo de ir para Casa. Esta talvez seja a mais difícil e desafiante de qualquer uma das condições. Você pode experimentar um profundo e irresistível desejo de voltar para Casa. Isto não é um sentimento suicida. Não é baseado numa frustração ou raiva.

Você não quer fazer um grande negócio disto ou causar drama para você mesmo ou para outros. Tem uma quieta parte de você que quer ir para Casa. A raiz que origina isto é bastante simples. Você completou seus ciclos kármicos. Você completou seu contrato para esta duração de vida. Você está pronto para começar uma nova vida enquanto ainda está neste corpo físico.

Durante este processo de transição você tem lembranças interiores do que é estar do outro lado. Você está pronto para alistar-se para outra viagem de serviço aqui na Terra? Você está pronto para um contrato de desafios de mudanças em direção à Nova Energia. Sim, na verdade você pode ir para Casa agora mesmo. Mas, você veio até aqui, e depois de muitas, muitas vidas seria um pouco frustrante ir embora antes de ver o final do filme.

Além disso, o espírito precisa de você aqui para ajudar outros na transição para a nova energia. Eles precisarão de um guia humano, como você, que fez a jornada da velha energia para a nova. O caminho que você está percorrendo agora fornece as experiências que te habilita a vir a ser um Professor para o Novo HumanoDivino. Tão solitária e escura que sua jornada possa ser às vezes. 

Lembre que você nunca está só. (Geoffrey Hoppe e Tobias) —

sábado, 29 de setembro de 2012

Meditação - Transmutação


Mantra





Om Sarva Mangala Mangalye
Shive Sarvatha Sadhike
Sharanye Tryambake Gauri
Narayani Namo-Stute

Que significa:

Oh Maa Gauri! Consorte do Senhor Shiva,

Você, que dá auspiciosidade em tudo,

E cumprir os desejos de todos,

Eu me prostro diante de Ti,

Leve-me sob seus cuidados

Explicação:

Deusa Parvati é a consorte do Senhor Shiva e é adorado como Shakti. A literatura Puranic a descreve como tendo muitas formas, incluindo Durga, Chandi, Kali e Uma. Enquanto Shiva simboliza a causa eficiente da criação, Shakti simboliza a causa material.

Os sons





OS PLANETAS E O NOSSO CORPO

Certas partes do corpo são regidas por princípios planetários específicos. Apresentamos abaixo uma lista dos diferentes órgãos, suas relações com os respectivos corpos celestes e o mantra relacionado com o planeta ou com outro corpo celeste que tenha maior influência sobre a parte específica do corpo.
Planeta Sol – Mantra – “Om Sri Suryaya Namaha”. Coração, coluna, diafragma, timo, sangue e veias
Planeta Lua – Mantra – “Om Sri Chandraya Namaha”. Estômago (inclusive os processos gástricos), seios, sistemas linfáticos e de secreções, como o suor e a saliva, sistema nervoso simpátic
Planeta Mercúrio – Mantra – “Om Sri Budhaya Namaha”. Mãos, braços, pulmões, órgãos sensoriais, alguma influência na glândula tiróide
Planeta Vénus – Mantra “Om Sri Shukraya Namaha”. Garganta, pescoço, rins, ligação secundária com os órgãos sexuais e pés, alguma influência na glândula da tiróide –
Planeta Marte – Mantra “Om Sri Angarakaya Namaha” Órgãos sexuais, glândulas supra-renais, glóbulos vermelhos .
Planeta Júpiter – Mantra “Om Sri Gurave Namaha”. Fígado, vesícula biliar, lobo posterior da pituitária (relacionado com o crescimento), coxas.
Planeta Saturno – mantra “Om Sri Shanaishwaraya Namaha” (Om e saudações a Saturno, o planeta das lições). Baço, sistema ósseo, incluindo a cartilagem, pele, parte da perna que vai do joelho ao tornozelo, lobo anterior da glândula pituitária (relacionado com o tipo físico)



O PODER DO SIGNO ASTROLÓGICO

Os alinhamentos planetários nos mapas astrais individuais podem apresentar problemas e ensinamentos específicos para cada um de nós. Pela prática do mantra sânscrito apropriado para cada planeta, é possível mudar o karma planetário. A lista que segue dos signos astrológicos com os planetas e corpos kármicos que os regem, bem como do mantra associado a cada corpo celeste, inclusive Rahu e Ketu, os nodos kármicos da Lua.
ÁRIES – Marte – “Om Sri Angarakaya Namaha”.
TOURO – Vénus – “Om Sri Shukraya Namaha”.
GÊMEOS – Mercúrio – “Om Sri Budhaya Namaha”.
CARANGUEJO – Lua – “Om Sri Chandraya Namaha”.
LEÃO – Sol – “Om Sri Suryaya Namaha”.
VIRGEM – Mercúrio – “Om Sri Budhaya Namaha”.
LIBRA – Vênus – “Om Sri Shukraya Namaha”.
ESCORPIÃO – Marte/Plutão – “Om Sri Angarakaya Namaha”.
SAGITÁRIO – Júpiter – “Om Sri Gurave Namaha”.
CAPRICÓRNIO – Saturno – “Om Sri Shanaishwaraya Namaha”.
AQUÁRIO – Urano/Saturno – “Om Sri Shanaishwaraya Namaha”.
PEIXES – Júpiter/Neptuno – “Om Sri Gurave Namaha”.
CABEÇA DO DRAGÃO – Nodo Norte – “Om Sri Rahuve Namaha”.
CAUDA DO DRAGÃO – Nodo Sul da Lua – “Om Sri Ketuve Namaha”.

Mangalan Arati



O Arati é uma cerimonia de adoração e agradecimento a Divindade (Deus). Consiste em uma oferenda de diversos elementos nobres da natureza: incenso e flores que provém da terra, mechinha de ghee com a qual se produz um fogo, o leque e a chamara com o qual se oferece vento, um búzio com o qual se oferece água e um delicado lenço.


O ghee é considerado na Cultura Védica um ingrediente muito valioso, por isso quando oferecemos ghee significa que damos o melhor de nós, o mais valioso: nosso coração, nossa alma. Este mundo material nos faz pensar: ‘’aproximar-nos de Deus e nos entregar ao mundo da fé vai colocar muita coisa em risco e não vamos ganhar nada valioso’’, no entanto os Mestres de Yoga nos explicam que é justo o contrário, ou seja: não perdemos nada e ganhamos tudo, porque todas as coisas materiais são passageiras. Estamos destinados a perdê-las e ao nos entregar ao mundo da fé ganhamos a companhia de Deus que é a origem de tudo, e com isso ganhamos tudo. Esta mechinha de ghee é acesa e se oferece em forma de fogo, depois é levado a cada participante da cerimônia para que possam tocar com suas mãos e sentir a luz e calor desse fogo sagrado. Levando as mãos a sua cabeça em sinal de veneração, a luz do conhecimento espiritual que dissipa a escuridão da ignorância se manifesta e pedimos que essa luz possa nos iluminar sempre.

Tanto a flor como o incenso são oferendas realizadas com elementos que provém da mãe Terra. A flor é considerada o sorriso de Deus que manifesta seu amor e doçura constantemente através de sua bela criação. A mãe natureza nos sustenta, encanta e cura enchendo nosso coração de agradecimento. Por isso oferecemos flores e incenso a Sri Krishna como um gesto de retribuição e devoção a Deus.


Como diz Krishna no Bhagavad Gita:

patram puspam phalam toyam

yo me bhaktya prayacchati

tad aham bhakty-upahrtam

asnami prayatamanah

“Se uma pessoa Me oferecer com amor e devoção, uma folha, uma flor, frutas e água, Eu aceitarei.”

Krishna é atmarama, auto-satisfeito, não precisa de nada, e é Isvara, o Senhor e propietário de tudo, o dono de tudo. Mas Ele bondosamente nos dá a oportunidade de poder desenvolver nosso amor por Ele através desta oferenda artística em que o ingrediente primordial é a atitude e sentimento de devoção. Essa devoção é irresistível para Krishna e é seu verdadeiro alimento como conta a seguinte história:

Krishna tinha fome então resolveu visitar a casa de um devoto muito simples chamado Vidura, no entanto na casa de Vidura só estava a sua esposa, então Krishna lhe disse: “Estou com fome, me dê algo para comer, por favor” e ela ficou muito feliz por saber que Krishna estava lhe visitando. Mas como ela era muito pobre não tinha nada para alimentá-lo exceto algumas bananas. Krishna se sentou e ela muito emocionada começou a descascar as bananas, removia as cascas e jogava a fruta fora dando só as cascas para Krishna. Ele pegava e comia as cascas com gosto e isto continuou até que Vidura junto com o sábio Narada chegaram. Quando viram esta cena: ela estava dando as cascas para Krishna e Ele comia com muita felicidade enquanto que as bananas estavam no chão. Então o sábio Narada percebeu que Krishna não estava comendo nem as cascas nem as bananas e sim o amor de sua querida devota. Este passatempo confirma que verdadeiramente o que encanta, alimenta e satifaz a Krishna é a devoção de seu devoto.

Assim todo participante da cerimonia de Arati tem a oportunidade de estimular o sentimento espiritual dentro de seu coração realizando orações devocionais e oferecendo seu amor a Sri Krishna.

A concha com agua e o lenço
Na cerimonia de Arati a água é oferecida dentro de uma concha enquanto se medita que realmente quem está realizando a oferenda e adoração é o Mestre Espiritual e que nós somos simples instrumentos que aspiramos ajudá-lo e assim servir todos os devotos puros que possuem amor divino e estão nadando no oceano de êxtase. Eles atingiram esse nível de êxtase espiritual porque realizaram constantemente orações e glorificações a Deus, na forma de cantos que louvam os santos nomes de Deus, dessa maneira eles desenvolveram um amor tão grande que não conseguiram contê-lo e sentiram a necessidade de distribuir esse amor espalhando-o ao mundo todo como se fosse uma inundação de amor, que inclusive banha ao próprio Sri Krishna. Na cerimonia de Arati oferecemos um banho em meditação a Sri Krishna oferecendo a agua contida na concha, posteriormente secamos o corpo de Sri Krishna em meditação oferecendo o lenço. Assim ao finalizar a oferenda se jogam gotas de esta água sagrada a todos os participantes da cerimonia para se banhar no amor de Sri Krishna e seus devotos puros.



A Chamara
A chamara é usada para afastar os mosquitos do altar, dessa maneira o intuito do arati é agradar a Sri Krishna evitando tudo o que O desagrade. Se diz que tudo que desagrada a Krishna é o orgulho. Existe um passatempo em que Srila Prabhupada nos conta sobre isto:

“As gopis foram abençoadas com toda a misericórdia da Suprema Personalidade de Deus, pois gozaram da companhia d’Ele sem uma mácula de vida sexual mundana.

Entretanto, aos poucos as gopis começaram a sentir-se muito orgulhosas, considerando-se as mulheres mais afortunadas do universo porque tinham sido favorecidas pela companhia de Krishna. O Senhor Krishna que é conhecido como Keshava, percebeu imediatamente o orgulho delas causado pela grande fortuna de estarem desfrutando d’Ele pessoalmente; e com o intuito de mostrar-lhes sua misericórdia sem causa, para conter-lhes o falso orgulho, Ele desapareceu imediatamente da cena exibindo Sua opulência de renuncia”

Este passatempo nos alerta sobre o perigo de perder Krishna por atuar com orgulho, ninguém gosta da companhía de uma pessoa orgulhosa, o Senhor Krishna não é a ecxeção. Na cerimonia de Arati nós temos a oportunidade de oferecer a Krishna aquilo que realmente lhe agrada; o esforço para sermos de coração inofensivo, respeitoso, humilde, amável, servicial e amoroso.

O leque
O leque é usado para abanar a Sri Krishna, assim realizamos uma oferenda com o elemento do vento, em que circula o éter. E a característica do éter é a música, por outro lado a característica do vento é o tato, assim o vento possui música e tato. portanto na cerimonia de Arati temos a oportunidade de agradar os sentidos de Sri Krishna com brisas refrescantes produzidas com o leque e temos a oportunidade de oferecer a canção do Arati que posui uma melodia propícia para estimular sentimentos devocionais. Todos podem participar cantando esta canção chamada Arati. O canto continua com o triunfante e glorioso Maha Mantra, (grande mantra) chamado assim por ser o mantra que nos outorga facilmente o mais elevado, liberação e amor divino. Existem 7 efeitos principais deste sagrado mantra:

1- Limpa o coração dos desejos egoístas.

2- Nos liberta do sofrimento transformando a consciência material em espiritual.

3- Traz auspiciosidade, boa fortuna, abrindo o coração e conectando-o com a riqueza espiritual.

4- Revela o conhecimento mais elevado, o conhecimento da autorealização e devoção.

5- Incrementa a nossa felicidade, nos dando a conexão com o êxtase espiritual a cada passo.

6- Permite saborear o néctar da imortalidade, a conexão plena com o amor eterno de Deus.

7-Limpa e purifica integralmente nosso ser, ou seja, limpa o corpo, a mente e o espírito.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

DOMINANDO A CAPACIDADE DE CRIAR EM 2012






Uma mensagem de Metatron canalizada por Tyberonn

Saudações Mestres! Eu sou Metatron, Senhor da Luz, e acolho todos e cada um de vocês num único campo de amor – Amor Incondicional – enquanto lêem estas palavras.

Querido Ser Humano, você está num momento emocionante! Realmente, 2012 é a aceleração da sua expansão para a criatividade. É um momento no qual seus pensamentos são mais capazes de atrair a essência da criação da vida, a manifestação da vida, para a sua realidade. É uma oportunidade quântica. Então lhe pedimos que reflita sobre os mecanismos deste processo, pois existem nuances e implicações que gostaríamos de compartilhar com você.

Como sempre, use o discernimento ao ler o que lhe oferecemos – e que lhe oferecemos com amor e alegria.

Querido, existe uma ciência por trás da Lei da Atração, e essa ciência é a Lei da Crença. A Lei da Crença governa o que você cria em sua vida. Dentro da Lei da Crença estão os adendos das “configurações” da vida que você planeja e contrata para seu próprio crescimento. Na verdade, as lições que você mesmo providencia são cumpridas pelo confronto e esforço disciplinado. Portanto, é essencial compreender plenamente que você nunca está à mercê dos acontecimentos, que não está irremediavelmente destinado a enfrentar o inexplicável como um navio perdido no mar. Mestre, nem os acontecimentos psicológicos nem os acontecimentos físicos têm controle sobre você. 

Quando o ser humano compreender totalmente a imensa capacidade do seu cérebro para armazenar uma diversidade de crenças conclusivas associadas às suas experiências, verá que possui uma gama infinita de escolhas. Mas aquele que está preso a velhos padrões e crenças limitadoras fica atolado num ciclo repetitivo de respostas predeterminadas, incluindo a propensão a bloquear novas soluções através da recusa a pensar melhor. Nesse caso, se não aprender com erros passados, a pessoa se auto-obriga a repeti-los. Na verdade, ela repetirá o ciclo até aprender como funciona o processo de alcançar a Mente Divina. Isto é verdade para todos os seres humanos.

Você precisa desafiar-se a se libertar.

TRÊS LEIS

Existem três processos separadamente governados sob a Lei da Atração. Os três têm critérios ligeiramente diferentes para serem alcançados. Vamos definir o aspecto básico de cada Lei.

** A Lei da Atração – Os pensamentos têm uma frequência e atraem frequências semelhantes.

** A Lei da Crença – Saber além de qualquer dúvida. Você só pode manifestar o que acredita que é possível.

** A Lei da Criação Consciente – A capacidade consciente de manifestar, de forma focalizada, objetivos e acontecimentos através da mente multidimensional na Mer-Ka-Na.

CONFIGURAÇÕES DO CONTRATO DE ALMA

Então, mais uma vez enfatizamos que suas crenças projetadas é que formam sua realidade individual e coletiva. Como já discutimos nas mensagens anteriores sobre este assunto, existem situações planejadas pelo seu Eu Superior, o aspecto da Mente Divina em você, que podem ser chamadas de “configurações” ou contratos de alma, que você mesmo escolheu como lições de crescimento para ajudá-lo a avançar para uma sabedoria maior. Tendo isto em mente, saiba também que o que tem sido chamado de “carma” não é uma dívida de um para com outro, no sentido mais elevado. Pelo contrário, está sempre relacionado com o Eu, com o equilíbrio do Eu Divino.

Aproveitamos para afirmar também que, se você tem uma meta ou objetivo na terceira dimensão que entre em conflito com o Eu Superior, na maioria dos casos isso não se manifestará, a menos que seja escolhido como lição de crescimento. Por exemplo, se uma pessoa deseja riqueza e seu Eu Superior sabe que essa riqueza seria mal utilizada ou deteria seu processo de crescimento, ele pode impedir que esse desejo se manifeste. Em alguns casos, os seres humanos que têm todas as suas “necessidades” materiais satisfeitas são menos estimulados a buscar expansão.  

Meu querido, quando se encontrar no âmbito de qualquer experiência que lhe seja desconfortável ou que não seja do seu agrado, deve compreender que VOCÊ criou essa aparente complicação. Segundo este axioma, dentro da dualidade de fato existem situações no tempo linear que você deve enfrentar. Quer o aceite ou não, toda circunstância e toda ação resultante, por mais horrendas que sejam, são criações absolutamente suas.

Se, por exemplo, numa circunstância extrema, é realmente cometido um crime e um indivíduo é devidamente condenado à prisão, essas condições serão enfrentadas e vivenciadas. O prisioneiro condenado não pode, na maioria das situações da dualidade, simplesmente desejar que os resultados das suas ações desapareçam num passe de mágica. Pelo contrário, ele deve encarar a dualidade que ele mesmo criou no tempo linear. Na terceira dimensão, existem Leis de Causa e Efeito que se impõem.

Responsabilidade, não só por suas ações, mas também por suas crenças, é fundamental no processo de crescimento neste planeta de aprendizado. É essencial possuir ambas. Mas ao enfrentá-las, você pode mudar a paisagem à sua volta.

Querido Ser Humano, entenda que sempre que tenta evitar a responsabilidade por suas ações, você geralmente tenta passar essa responsabilidade, essa “culpa”, para outro indivíduo, grupo ou causa. Mas nesse processo de transferência de culpa, você inconscientemente entrega seu poder e se desfaz da propriedade que lhe permite “recriar”.

Como já explicamos anteriormente, a dificuldade que a maioria das pessoas tem de aceitar a responsabilidade pelo seu próprio comportamento está no desejo de evitar a dor e a culpa das consequências das ações que dele resultam. Ninguém gosta de admitir seus erros. Mas em circunstâncias menos óbvias de falta de abundância e relacionamentos indesejáveis, você deve não só mudar a natureza dos seus pensamentos conscientes, mas também a crença nessas próprias expectativas… e agir de acordo com essas crenças.


PROGRAMAÇÃO INCONSCIENTE

Você cria sua própria realidade a partir do que escolhe acreditar a respeito de si mesmo e do mundo à sua volta. Ponto final. Se não escolher deliberada e conscientemente suas próprias crenças, você será programado inconscientemente. Sem perceber, absorverá as programações da sua cultura, educação escolar e ambiente de terceira dimensão. Se for responsável por suas ações, como poderá NÃO questionar suas crenças? O modo como você define a si mesmo e o mundo ao seu redor forma sua crença que, por sua vez, forma sua realidade. Somente quando compreender plenamente que suas crenças formam sua realidade é que você deixará de ser prisioneiro dos eventos que vivencia.

Você simplesmente precisa aprender os mecanismos e métodos. Somente quando acreditar e programar sua crença para anular e substituir as crenças errôneas anteriores, é que o campo integral da função de três passos (admitir, mudar, agir) se completará. Neste processo, os pensamentos devem se harmonizar com as crenças e serem seguidos pela AÇÃO!

Então vamos dedicar o restante deste artigo à criação consciente, tendo em mente que você está adiantado no caminho de crescimento a fim de criar conscientemente.

VOCÊ NÃO ESTÁ À MERCÊ DAS CIRCUNSTÂNCIAS

Você NÃO está à mercê das circunstâncias, mas, curiosamente, essa crença é o motivo de você pensar erroneamente que está. Se acreditar que as circunstâncias o mantêm preso, então elas o mantêm e manterão até que você mude essa crença básica. Você é um criador aprendendo a co-criar. Você está aqui para aprender que pode criar e realmente cria. Uma das razões fundamentais para se estar na Terra de dualidade é aprender como criar com responsabilidade e conscientemente. O mestre desse princípio geralmente é o Dr. Causa e Efeito, e este médico faz atendimentos domiciliares.

Você planta o que colhe e, por mais desconfortável que seja, a colheita indesejada é o próprio meio que você tem para refletir sobre o que o levou a isso. Para escapar das circunstâncias que são causados por sua psicologia, é necessário esforço disciplinado consciente, de modo que a mudança ocorra.

A chave, mais uma vez, é a sua crença. Pouca diferença faz se você acredita que sua vida atual é causada por incidentes da sua tenra infância ou por vidas passadas sobre as quais você sente igualmente que não tem nenhum controle. Seus eventos, suas vidas, suas experiências são causados por suas crenças presentes. Mude as crenças atuais e sua vida mudará, não apenas no presente, mas no passado e no futuro também. Este é o poder criativo da crença.

Mestre, seja qual for seu nível de Coeficiente de Luz, quer você esteja criando inconscientemente ou manifestando conscientemente, você não pode escapar das suas crenças. Elas são as enzimas através das quais você cria suas experiências.

PROCESSOS DO CÉREBRO E DA MENTE

Mestre, a razão pela qual a maioria dos livros e ensinamentos comercializados sobre manifestação não funciona é que eles não têm um entendimento sobre a relação entre mente mais profunda e cérebro de terceira dimensão. A maioria é sobre manifestação de riqueza monetária e, na maior parte dos casos, o único que realmente a manifesta é a editora, pela venda dos livros.

Há muitas sutilezas, muitos aspectos inexplicáveis nesses textos. Mesmo quando expande a mente, você precisa otimizar e equilibrar seu campo áurico para o aspecto Cristalino que permite que a criação funcione.

OS PRINÍPIOS EVOLUTIVOS FUNDAMENTAIS PARA ACESSAR A LEI DA CRIAÇÃO SÃO:

1) Programação Expandida do Cérebro – Conhecimento para Crença

2) Liberar o Controle do Ego-Personalidade para o Aspecto Mente-Divina da Consciência Superior

3) Manter o Equilíbrio do Campo Eletromagnético

4) Ativar o Aspecto Cristalino da Mer-Ka-Na na Pituitária, Pineal e Timo

5) Manter Equilíbrio e Clareza



É essencial que você entenda que o cérebro tridimensional, o aspecto ego-personalidade incorporado na sua biologia física de terceira dimensão, é programado para “sobreviver” numa codificação primária. O código de “sobrevivência” é que traz os sinais de alerta que envolvem precauções muitas vezes vivenciadas como medo e dúvida. A mente frontal, o aspecto ego-personalidade, é criado para dominar sua consciência tridimensional, de modo a permitir o fluxo do tempo linear e a sobrevivência no plano físico. O desafio é que, para se elevar acima da consciência tridimensional, você deve sair da consciência do ego e fluir para a Mente Divina dentro da Sede da Alma, o portal para a Mente Divina.

O cérebro está na terceira dimensão, a mente é de dimensão mais elevada, e dentro da mente superior está a sua Divindade. O cérebro funciona em três dimensões e, de certo modo, sua programação tridimensional é dominante no campo da dualidade. Ele funciona em um paradigma mais limitado, e para expandir para a mente, você deve funcionar “fora da caixa” para mobilizar sua verdadeira criatividade.

CLAREZA NOS SEUS OBJETIVOS

A clareza de definição é muito importante na criação. Os seres humanos se envolvem apenas parcialmente com seus desejos através de sonhos do tipo“Algum dia eu vou…”. Isto é como programar parcialmente um computador. Não é nenhuma surpresa que não funcione, é?

“Algum dia eu vou viajar… Um dia serei rico… Um dia realizarei meus sonhos…”. Estes se tornam, então, vários “talvez” espaçados e distantes. Assim, tudo que você está tentando criar sempre se mantém à distância, no “algum dia” que você programou. Você não o colocou no presente. Sim, o sonho é a primeira parte, mas deve ser claro, conciso e seguido de ações definitivas.

Seu cérebro tem dois hemisférios, um lida com o intelecto e o outro com o sentimento. O cérebro funciona através de ativações químicas e estímulos. A intensidade e clareza de um programa de pensamento são extremamente importantes para que ele se torne uma crença. Veja, seu cérebro é um computador tridimensional vivo. Ele deve ser usado com termos definidos. Ele não funcionará com “talvez” ou “será que eu posso?”.

Por exemplo, se uma pessoa fosse levada a um estado hipnótico profundo e perguntasse: “A mente pode curar a doença deste corpo?”, a resposta seria“Sim”. Mas esta é a resposta empírica para a possibilidade da mente curar o corpo; não é a cura.

O CAMINHO NOBRE

Todo pensamento produz uma enzima bioquímica. Essa enzima trabalha com o físico e o não-físico, em sincronia com a programação. Uma exceção ao conceito de “peça e lhe será dado” é que, a menos que o pedido seja canalizado do interior, em sincronia com a mente superior, ele poderá ter pouco efeito.

Assim, um ser humano no caminho espiritual, num estado relativamente adiantado de consciência, pode muito bem neutralizar, a partir de uma postura superior, desejos que impediriam seu progresso. Então, existe uma filtragem natural para aqueles que estão em estado de graça. Os objetivos devem ser dignos.

O objetivo mais nobre é aprender os mistérios da vida, para adquirir sabedoria e Maestria. Mas, para atingir estas metas, você terá que enfrentar certas pressões e tensões que estão no caminho. Isto requer disciplina e vontade. Se for preguiçoso, não chegará lá. Você deve assumir a tarefa para atingi-la. Portanto, tentativas de criar uma vida sem desafios podem estar em conflito absoluto com uma intenção de vida de aprendizado. Metas possuem desafios. Mestres não planejam encarnações isentas de desafios.

A MENTE É O CONSTRUTOR

A mente é o construtor, e a força de vontade focalizada é o ativador. Quanto mais responsabilidade você assumir apropriadamente, mais a sua frequência aumentará. Aprender a programar o cérebro é essencial. O cérebro é um computador biológico com filtros tridimensionais e programas tridimensionais que são implantados desde o nascimento. A menos que você tenha nascido num Mosteiro Tibetano, sua programação veio do que chamaremos doutrinações sócio-culturais. A maioria das programações o ensina a aceitar uma visão muito limitada da existência humana e da capacidade humana. Você é ensinado a acreditar apenas naquilo que pode detectar sensorialmente, através da visão, audição, paladar, olfato e tato.

Querido, saiba que o mundo físico da matéria que você vê à sua volta é um conjunto de imagens que você interpreta e projeta sensorialmente. Elas são recebidas pelos olhos e transferidas através do nervo ótico para o cérebro. O que é recebido estimula os neurônios, provocando uma resposta através de uma reação bioquímica de natureza térmica. Como geralmente você acredita no que vê, cheira, prova ou escuta, você o aceita como real. E então decide se lhe é agradável ou não. Em seguida o cérebro libera neurônios baseados em gostar ou não gostar. É assim que a sua realidade e atração funcionam. Você é inicialmente atraído por pessoas que são cativantes, têm uma voz melodiosa e cheiram bem! Seu corpo físico sensitivo diz sim ou não.

Assim, o cérebro tem ideias e aceita-as ou rejeita-as, de acordo com os parâmetros do programa. Na verdade, o cérebro é incapaz de diferenciar entre um evento real e um evento psicológico, como um sonho, por exemplo. Na mente multidimensional, os dois são o mesmo. E embora o cérebro humano seja capaz de receber informações e frequências de dimensões muito acima da terceira, a maioria dos seres humanos o programa para rejeitar qualquer coisa acima da terceira dimensão da conformidade sensorial. Então, o cérebro só recebe o que você permite que ele receba.

Numa programação paradigmática limitadora como essa, as únicas partes do seu cérebro que são ativadas são os hemisférios direito e esquerdo do cérebro superior e porções do cerebelo inferior, compondo e impondo um nível de atividade de apenas 10 a 12 por cento do cérebro. A atividade e processos cerebrais no neo-córtex dos hemisférios cerebrais regem a atividade primária no reino físico. A maioria dos 90% do seu cérebro permanece não utilizada, desativada, programada para dormência. Isto acontece porque qualquer pensamento que não se encaixe na sua programação cultural ou dogma é autodefletido.

EXPANDIDO OS HORIZONTES DAS SUAS CRENÇAS

Aqui está um dos principais motivos da “Lei da Atração” não funcionar para você: crença limitada vinda de programas de pensamento limitado. Ter ideias estreitas é estar fechado para a grande possibilidade de qualquer coisa que possa existir além da pequena faixa de frequência que pode ser percebida através dos cinco sentidos do seu corpo físico tridimensional.

Então, como expandir seu cérebro? Como abrir sua mente? Como reprogramar seu computador?

A resposta é simples, mas aparentemente uma barreira difícil de se transpor: tudo isso se consegue fazendo; e através de análise, estudo e disposição para se abrir. O próprio desejo de se expandir atrai frequências de pensamento poderosas que possibilitarão a expansão. Assim, em cada ocasião que você aceitar abertamente uma ideia que esteja além dos seus parâmetros aceitos, essa ideia ativará outra parte do seu cérebro para utilização apropriada. Cada vez que você fizer isso, a ideia expansiva se oferecerá como um transmissor para expandir seu campo de crença e permitir um raciocínio Cósmico maior. Este processo repetido sinceramente atrairá novas ideias, com estudo e meditação. Da mesma forma, este ciclo ativará outras partes do seu cérebro para mais expansão, nova programação e nova recepção, aceitando a mente clara da Mer-Ka-Na.

Quando você não tem nenhuma dúvida, quando você sabe e isso é absoluto… isto é Crença. É através da mente expandida que você dá os primeiros passos para a criação do seu destino.

Como expandir funcionalmente o cérebro e abrir as portas para a Mente Divina?

Isto não se realiza num lampejo de iluminação; não é uma Glorificação Divina de um único passo. O caminho sagrado para a “Iluminação” é alcançado através de passos intencionais. Muitos metafísicos querem abrir o livro do conhecimento e pular para o capítulo final. Mas não é assim que funciona. Começa pela autoanálise, examinando cuidadosamente o que funciona e o que não funciona para você. Neste método, você permite que ideias novas e expansivas da Mente Divina penetrem o seu cérebro como pensamento de alta frequência. Em seguida você processa e contempla-o, vivenciando o novo conceito ao acolhê-lo e externá-lo; você desenvolve-o e o conduz com emoção, e vive a nova informação com conhecimento e sabedoria.

A ESTÁTICA NO CAMPO

A questão que impede a maioria dos seres humanos de mudar suas crenças é a aceitação cega da programação mental tridimensional. Você pode ter pensamentos positivos, pensar em mudanças positivas, mas se na sua mente mais profunda você duvidar que elas vão acontecer, elas realmente não acontecerão. 

A dúvida é um bloqueio que impede a manifestação dos seus desejos. Se você duvida, você não acredita. A dúvida no cérebro cria uma reação bioquímica. Ela ativa um neurotransmissor do cérebro que flui da glândula Pituitária para a Pineal e bloqueia a “porta de entrada”, impedindo-a de se abrir. A dúvida está lá porque você não acredita.

Como já mencionamos, o aspecto sobrevivência da programação do cérebro do Ego-Personalidade utiliza o “medo” na dualidade como um sistema de alarme. Entretanto, o aspecto da dualidade, o fio duplo dessa espada, é que o medo fora do contexto pode chegar a muitas emoções negativas, incluindo depressão, dúvida, raiva, ciúme e autodesprezo. Estas emoções são, em sua raiz, aspectos negativos do medo, e o medo cria estática no campo áurico e pode levar ao vazamento áurico. Como foi ensinado nas Chaves Metatrônicas, a Aura humana deve estar inteira para se ampliar na Mer-Ka-Na. Um campo áurico fissurado ou rompido é incapaz de funcionar eficientemente na Lei da Criação.

PROCESSO BIOQUÍMICO

As imagens-pensamentos de crenças que o cercam são co-criadas nos campos da coletividade por toda a humanidade em conformidade no macro. Individualmente elas são projetadas de acordo com o seu coeficiente de luz. Tudo isto se manifesta na realidade física.

Isto envolve um processo físico. As frequências de pensamento são recebidas digitalmente e imediatamente impulsionadas bioquimicamente dentro do cérebro. Enzimas mentais são conectadas com a glândula Pineal. Esta glândula recebe-as como transmissões de luz geo-codificadas, sendo que cada imagem, cada pensamento é interpretado e classificado de acordo com sua assinatura energética. Em seguida, eles devem passar pelo parâmetro do programa de crença. Seu cérebro investiga o que é definido como real ou irreal, acreditável ou inacreditável, de acordo com o coeficiente de luz programado no cérebro. Elementos bioquímicos são produzidos com o ingrediente da aceitação ou da rejeição e, consequentemente, abrem ou fecham a porta para a mente superior.

Estes elementos bioquímicos são enviados como neurônios codificados e constituem o mecanismo de transmissão desta energia-pensamento, contendo todos os dados codificados necessários para traduzir qualquer pensamento ou imagem em realidade física, ou não. Os pensamentos que são coerentes com a crença movem-se para reproduzir a imagem interior dentro do cérebro e através de cada fibra nervosa do corpo físico. Estes, então, constituem o disparador inicial da gestação para a formação da nova realidade. Através da frequência luminosa, a Pineal recebe cada pensamento, cada imagem que tenha uma frequência de luz codificada de acordo com seu padrão de onda vibratória.

O próximo passo é através da intenção mental clara, da força de vontade, da vontade movida pela aceleração da emoção e do sentimento. Isto feito, o corpo físico libera o objetivo num código digital para o corpo sublime, o Campo Áurico intacto, num código de luz semi-sólido, congelado, projetado e acelerado a partir do sistema de chacras. A Aura deve estar intacta e perfeita, no ciclo e alcance 13-20-33. Ele passa então pela Mer-Ki-Va para a Mer-Ka-Va e para o campo da Mer-Ka-Na. Tudo impulsionado pela vontade.

A clareza e intensidade que você coloca no seu desejo-pensamento ou objetivo determinam, em alto grau, a rapidez da materialização. Uma vez aprendidos os mecanismos da criação consciente, é essencial utilizar o motor do desejo genuíno com visualização da imagem e emoção para completar o processo da manifestação física.

A LEI DA CRIAÇÃO CONSCIENTE

Não há nenhum objeto físico ao seu redor, nem nenhuma experiência em sua vida que você não tenha criado. Isto inclui sua forma física, seu corpo. Mestre, não há nada relacionado à sua própria imagem física que você não tenha criado. Na verdade, se fosse capaz de se ver em outras encarnações, ficaria surpreso com a quantidade de características físicas semelhantes que você cria no que poderia ser chamado de vidas sequenciais.

Quando você tem Sabedoria Divina, pode criar reinos ilimitados. Quando tem conhecimento, não há nada a temer, pois então não existe nada, nenhum elemento, nenhum governo, nenhum entendimento que possa ameaçá-lo, escravizá-lo ou intimidá-lo. Quando se dá conhecimento ao medo, ele é chamado de iluminação.

Você tem um ritmo natural de existência no físico e no não-físico, que são seus estados de vigília e de sono. Os sonhos constituem uma das maiores terapias naturais e atuam como conexões entre as realidades e universos interiores e exteriores. Sua consciência normal se beneficia com as excursões e descanso nesses outros campos de realidade não física nos quais você entra quando dorme; e a “consciência adormecida” também se beneficia com as excursões frequentes no estado de vigília da matéria física.

Mas queremos lhe dizer que as imagens que você vê em ambos são basicamente interpretações mentais de campos frequenciais digitais das unidades básicas de consciência. A frequência que seu cérebro recebe é, na verdade, um código digital, um padrão cristalino de símbolos que você interpreta e traduz em imagens e sentimentos.

Aceitar que você cria seus sonhos não é tão difícil para você quanto aceitar que cria também sua realidade física, mas você realmente cria os dois. E também determina se ambos são reais… ou não.

VOLTANDO A ENFATIZAR O BLOQUEIO DA DÚVIDA

A questão que impede a maioria dos seres humanos de mudar suas crenças é a aceitação cega da programação mental tridimensional. Você pode ter pensamentos positivos, pensar em mudanças positivas, mas se na sua mente mais profunda você duvidar que elas vão acontecer, elas realmente não acontecerão. 

Então voltemos à programação e seu efeito na manifestação dentro da Lei da Atração. A dúvida é um bloqueio que impede a manifestação dos seus desejos. Se você duvida, você não acredita. A dúvida no cérebro cria uma reação bioquímica. Ela ativa um neurotransmissor do cérebro que flui da glândula Pituitária para a Pineal e bloqueia a “porta de entrada”, impedindo-a de se abrir. A dúvida está lá porque você não acredita.

A PINEAL

Há muitas eras é sabido que a Pineal é o ponto de contato entre as dimensões superiores e o reino físico. Pode-se dizer, então, que ela é o portal entre a personalidade do ego, o cérebro e a Mente Divina. Ela tem sido chamada por metafísicos como Descartes e Edgar Cayce de “A Sede da Alma”.

A pineal é o agente do avanço do conhecimento para a manifestação na realidade. Ela trabalha com a pituitária para abrir a ponte, a porta entre o físico e o não-físico, entre o cérebro e a mente. Qualquer conhecimento no qual você se permita acreditar só pode tornar-se realidade se primeiro a pineal abrir a porta para o Divino. Ela faz isto traduzindo a frequência do pensamento em uma corrente elétrica bioquímica térmica que percorre todo o seu corpo e abrindo para a mente.

Seu cérebro humano transforma os pensamentos que você gera em milhares de elementos bioquímicos a cada segundo. Nem todos os pensamentos do cérebro comum alcançam a Mente Superior, como já explicamos.

MENTE DIVINA

A Sabedoria Divina vem da Mente Divina, e quando você permite que a mente reine sobre a personalidade do ego, você alcança a sabedoria da Criatividade Divina. É a sabedoria destilada a partir do conhecimento que lhe dá a capacidade de penetrar a Lei da Criação. Uma vez feito isto, saiba o que você deseja criar e então aja nessa direção.

O corpo humano é um instrumento que pode ser usado para acessar as energias incríveis e extraordinárias do Divino. Mas existem determinados princípios para acessar o Divino. Quando o corpo está bem afinado, a sabedoria é atingida, a aura é mantida em equilíbrio para alcançar a Mer-Ka-Na, e as portas da Lei da Criação, através da Lei da Crença e da Atração, são abertas.

Para que isso ocorra, todos os sistemas devem funcionar em sincronia equilibrada. Se você usar seu corpo para satisfação física e não como instrumento para atingir o Divino… você colherá o que planta.

ENCERRANDO

Você é sempre o Mestre das suas experiências. Mesmo nos seus estados de maior abandono e aparente desamparo, você é o autor de cada átomo dessa experiência. Entretanto, se utilizar determinação e sabedoria, tendo a responsabilidade de refletir sobre sua situação e procurar diligentemente a Lei sob a qual a existência é estabelecida, então você se torna o mestre sábio, dirigindo suas energias com inteligência e formando pensamentos orientados para um foco digno e para a realização.

Um pensamento atrai outro. Energia positiva atrai mais energia positiva. Um pensamento inteligente atrai outro. Do mesmo modo, quando você vive com autopiedade, depressão e questões de baixa estima, atrai mais disso para si mesmo. Esta é a Lei da Atração.  

Assim é a consciência humana, Mestre, e você só pode evoluir descobrindo dentro de Si as Leis da Criação Consciente; sendo que esta descoberta é uma ciência totalmente regulamentada – é uma questão de aplicação, autoanálise e experiência.

Mestre, como já foi dito, você é um ser espiritual poderoso que está passando por uma experiência humana. Na verdade, você é um magnífico Ser de Poder, Inteligência e Amor. Quando descobrir isso, você se tornará o administrador dos seus próprios pensamentos e assim possuirá a chave de cada situação. Na Mer-ka-Na, você está otimizando a Lei da Atração, a Lei da Crença e a Lei da Criação, que são as habilidades do Divino dentro de VOCÊ, os agentes transformadores e regeneradores através dos quais você poderá fazer o que desejar.

Você pode, de fato, manifestar intencionalmente o seu mundo e, assim fazendo, experienciar o que tem sido chamado de Reino do Céu. A Criação Consciente é o seu destino, e você pode fazer da sua vida a experiência dourada que você responsavelmente deseja.

Eu sou Metatron e compartilho estas Verdades consigo. Você é Amado.

E assim é… E é assim…

Os direitos autorais desta canalização pertencem a www.Earth-Keeper.com. A publicação em sites da web é permitida, desde que seja apresentada em sua totalidade, sem alterações, e que os créditos do autor e seu site sejam incluídos. Este material não pode ser publicado em jornais, revistas, Youtube e nem re-impresso sem a expressa autorização do autor. Para a devida e necessária autorização, escreva para Tyberonn@hotmail.com  

Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br

sábado, 22 de setembro de 2012

Ovelha Negra






Quando as pessoas não fazem parte de um sistema intrínseco e dogmático da sociedade ou de qualquer sistema, são considerados as ovelhas negras.

Só que a expressão ovelha negra, surgiu com o pastoreiro, que quando nascia uma ovelha diferent
e do bando, ela geralmente não queria acompanhar e sempre seguia caminhos diferentes.


Algumas pessoas, consideram o termo "Ovelha negra" equivocado, pois é utilizado para designar pessoas com um comportamento diferente; São aquelas que querem ousar e atualmente é considerado como ter atitude, aquele que busca novos caminhos.

Então, as ovelhas negras, sem nenhum preconceito ou culpa de ser diferente. Que possamos seguir nosso caminho, mesmo que esse seja diferente dos demais.

Hari Om
Lu 





Conto ovelha negra

Era uma vez uma ovelhinha diferente das suas irmãs de rebanho: era negra. Por isso, era desprezada e sofria todo tipo de maus tratos. As outras lhe davam mordidas, patadas; procuravam colocá-la em último lugar no rebanho. Quando estavam num prado pastando, o rebanho inteiro tentava não deixar que a ovelhinha negra provasse uma ervazinha sequer. Dessa forma, sua existência era horrível.

Farta de tanto desprezo, a ovelhinha negra afastou-se do rebanho. Durante muito tempo vagou sem rumo pelo bosque. Quando anoiteceu, exausta, a ovelhinha deitou-se, sem perceber, em um monte de farinha, onde dormiu.

Ao raiar o dia, acordou e viu, cheia de surpresa, que se havia transformado em uma ovelha muito branca, imaculada. Voltou então ao seu rebanho, onde foi muito bem recebida e proclamada rainha, pela sua bela aparência.

Naquela ocasião, estava sendo anunciada a visita do príncipe dos cordeiros, que vinha em busca de uma esposa.

O príncipe foi recebido no rebanho com grandes honras. Enquanto ele observava as ovelhas que formavam o rebanho, desabou uma violenta tempestade. A chuva dissolveu a farinha que cobria o pêlo negro de nossa ovelhinha, e ela recuperou sua cor natural.

Quando a viu, o príncipe resolveu que seria a escolhida. As outras ovelhas perguntaram por quê.

- É diferente das outras. E isso, para mim, é suficiente.

Assim, a ovelhinha negra tornou-se princesa e teve, finalmente, o destino justo que merecia.

A LUZ E AS TREVAS SÃO EQUIVALENTES







A LUZ E AS TREVAS SÃO EQUIVALENTES


Uma mensagem de Sarah-Jane Grace21 de Setembro de 2012.

O Equinócio é um momento de equilíbrio, quando a luz e as trevas são equivalentes.No Hemisfério Norte, isto marca a descida para o inverno, mas não nos deveríamos esquecer que isto marca a escalada para o verão, no Hemisfério Sul. Equilíbrio: há sempre o equilíbrio. Algumas vezes, nós temos que procurar por ele, mas a natureza sempre proporciona um equilíbrio seja dia e noite, luz e trevas, nascimento e morte...

No entanto, podemos facilmente ficar concentrados nos dias mais curtos, na luz opaca e no frio inconfundível do ar. É muito fácil olhar para frente, para o inverno, em vez de mantermos o nosso foco e a nossa consciência no momento presente, e é o momento presente que realmente importa, pois este é onde estamos agora.O passado está atrás de nós e o futuro não aconteceu ainda. Embora saibamos que isto é verdade, é simples ficarmos envolvidos em pensamentos, preocupando-nos e ponderando sobre o que pode ou não, estar à frente.

 Esta é a natureza humana, mas quanto mais o nosso foco se afasta do momento presente, mais drenamos as nossas reservas, a nossa energia e o nosso foco.Durante este momento especial da colheita, podemos ver, ouvir e sentir a abundância da natureza ao nosso redor. Este é, portanto, um momento especial para nos conectarmos com a colheita, interior e exteriormente, a fim de celebrarmos tudo o que temos e tudo o que somos.

Embora possamos querer mais na vida, é importante mantermos a nossa consciência no momento presente, assim, talvez, seja a hora de termos um momento para darmos graças e expressarmos a nossa gratidão, ao invés de suspirarmos pelo que nos falta, pelo que precisamos ou desejamos.

Dar graças não é o mesmo que desistir. Este não é um momento de deixar ir os sonhos e objetivos, mas um momento de se concentrar e reequilibrar, e a partir disto é muito provável que as nossas necessidades, sonhos e desejos comecem a mudar e a se transformar.Isto é parte de nossa jornada pessoal evolutiva através da vida, e se pudermos aceitar estas mudanças e permanecermos arraigados ao presente, então poderemos começar a celebrar a verdadeira majestade do equilíbrio na vida.

Uma flor na natureza se curva e flexiona com o vento. Suas raízes a mantêm alimentada, seu tronco aponta na direção da luz. Um pássaro migra ao redor do mundo para acasalar, sabendo intuitivamente para onde se dirigir e quando.

Quando entramos conscientemente em nossos próprios ciclos naturais, podemos começar a ver a nossa verdadeira essência e fluxo, e isto nos ajuda a navegar nas ondas da vida com mais consciência e graça, com mais alegria e abundância.

Se permitirmos, a vida moderna pode nos afastar da vida em harmonia com a Terra e com os nossos Eus. No entanto, é possível viver no mundo moderno e ainda estar em harmonia com o verdadeiro fluxo. A partir de assistirmos o nascer e o pôr do sol, a nos conectarmos com as estações, ou com o fluxo e refluxo das marés, há sempre uma maneira de estarmos em harmonia com a natureza.

Quanto mais entramos na Unidade, mais profundamente nos interiorizamos para descobrir as verdadeiras riquezas e tesouros que se encontram escondidos.Há cantos que podem esconder algumas emoções profundas e possivelmente dolorosas, mas parece importante agora termos a coragem de revelar as nossas almas, permanecendo nus e vulneráveis, enquanto iluminamos interiormente aqueles cantos sombrios. Isto requer coragem e força, mas a fim de nos tornarmos íntegros, parece ser a única opção para que possamos finalmente ser livres.

Uma vez que tenhamos enfrentado a Verdade interior, é que podemos sentir uma parte mais verdadeira do Todo, pois deixamos ir a resistência. Podemos então sentir o nosso verdadeiro poder, e como a montanha majestosa, tranqüila e aparentemente calma, podemos começar a nos conectar com o profundo poder sob a superfície que é resplandecente, energizado e intensamente ativo (um vulcão esperando para explodir na vida).

Parece que ao deixarmos ir a resistência e acolhermos o equilíbrio, podemos encontrar um caminho para que a nossa essência e o nosso poder fluam livremente como o magma. Se continuarmos a resistir, podemos esperar que um fluxo piroclástico entre em erupção de forma incontrolável, trazendo mais desequilíbrio e incongruência.Os vulcões destroem, mas eles também criam, pois a partir das cinzas vêm os solos férteis e a nova vida. 

Uma vez que possamos aceitar a grande cena de que a criação e a destruição andam de mãos dadas e são equivalentes, como o dia e a noite no momento do Equinócio, podemos começar a nos sentir mais centrados, enquanto navegamos nas ondas com mais clareza e confiança, fé e segurança.

Embora nunca possamos estar certos quanto ao que se encontra à frente, ao compreendermos o nosso verdadeiro poder, deixamos de resistir e de nos reprimirmos, e nos harmonizamos com o fluxo; navegamos nas ondas, em vez de lutarmos com elas, ou combatê-las. Isto não erradica os desafios, mas muda a nossa percepção, ajudando-nos a interagir com eles de maneira diferente.

Assim, durante este período de equilíbrio, parece o momento de aceitarmos que ser um belo vulcão não apenas está bem, mas é a Verdade. Não se trata de exercer o poder ou aceitar tendências destrutivas, mas se trata de tornar-se plenamente consciente de todos os aspectos do Ser e saber que não somos apenas seres de Luz, mas que somos seres da Escuridão também. Em outras palavras, nós somos o equilíbrio




Feliz Primavera
Namastê
Lu Perez