..

"A alma que não se abate, que recebe indiferentemente tanto a tristeza como a alegria, vive na vida imortal."Fonte - Bhagavad-Gita

sábado, 29 de setembro de 2012

Mangalan Arati



O Arati é uma cerimonia de adoração e agradecimento a Divindade (Deus). Consiste em uma oferenda de diversos elementos nobres da natureza: incenso e flores que provém da terra, mechinha de ghee com a qual se produz um fogo, o leque e a chamara com o qual se oferece vento, um búzio com o qual se oferece água e um delicado lenço.


O ghee é considerado na Cultura Védica um ingrediente muito valioso, por isso quando oferecemos ghee significa que damos o melhor de nós, o mais valioso: nosso coração, nossa alma. Este mundo material nos faz pensar: ‘’aproximar-nos de Deus e nos entregar ao mundo da fé vai colocar muita coisa em risco e não vamos ganhar nada valioso’’, no entanto os Mestres de Yoga nos explicam que é justo o contrário, ou seja: não perdemos nada e ganhamos tudo, porque todas as coisas materiais são passageiras. Estamos destinados a perdê-las e ao nos entregar ao mundo da fé ganhamos a companhia de Deus que é a origem de tudo, e com isso ganhamos tudo. Esta mechinha de ghee é acesa e se oferece em forma de fogo, depois é levado a cada participante da cerimônia para que possam tocar com suas mãos e sentir a luz e calor desse fogo sagrado. Levando as mãos a sua cabeça em sinal de veneração, a luz do conhecimento espiritual que dissipa a escuridão da ignorância se manifesta e pedimos que essa luz possa nos iluminar sempre.

Tanto a flor como o incenso são oferendas realizadas com elementos que provém da mãe Terra. A flor é considerada o sorriso de Deus que manifesta seu amor e doçura constantemente através de sua bela criação. A mãe natureza nos sustenta, encanta e cura enchendo nosso coração de agradecimento. Por isso oferecemos flores e incenso a Sri Krishna como um gesto de retribuição e devoção a Deus.


Como diz Krishna no Bhagavad Gita:

patram puspam phalam toyam

yo me bhaktya prayacchati

tad aham bhakty-upahrtam

asnami prayatamanah

“Se uma pessoa Me oferecer com amor e devoção, uma folha, uma flor, frutas e água, Eu aceitarei.”

Krishna é atmarama, auto-satisfeito, não precisa de nada, e é Isvara, o Senhor e propietário de tudo, o dono de tudo. Mas Ele bondosamente nos dá a oportunidade de poder desenvolver nosso amor por Ele através desta oferenda artística em que o ingrediente primordial é a atitude e sentimento de devoção. Essa devoção é irresistível para Krishna e é seu verdadeiro alimento como conta a seguinte história:

Krishna tinha fome então resolveu visitar a casa de um devoto muito simples chamado Vidura, no entanto na casa de Vidura só estava a sua esposa, então Krishna lhe disse: “Estou com fome, me dê algo para comer, por favor” e ela ficou muito feliz por saber que Krishna estava lhe visitando. Mas como ela era muito pobre não tinha nada para alimentá-lo exceto algumas bananas. Krishna se sentou e ela muito emocionada começou a descascar as bananas, removia as cascas e jogava a fruta fora dando só as cascas para Krishna. Ele pegava e comia as cascas com gosto e isto continuou até que Vidura junto com o sábio Narada chegaram. Quando viram esta cena: ela estava dando as cascas para Krishna e Ele comia com muita felicidade enquanto que as bananas estavam no chão. Então o sábio Narada percebeu que Krishna não estava comendo nem as cascas nem as bananas e sim o amor de sua querida devota. Este passatempo confirma que verdadeiramente o que encanta, alimenta e satifaz a Krishna é a devoção de seu devoto.

Assim todo participante da cerimonia de Arati tem a oportunidade de estimular o sentimento espiritual dentro de seu coração realizando orações devocionais e oferecendo seu amor a Sri Krishna.

A concha com agua e o lenço
Na cerimonia de Arati a água é oferecida dentro de uma concha enquanto se medita que realmente quem está realizando a oferenda e adoração é o Mestre Espiritual e que nós somos simples instrumentos que aspiramos ajudá-lo e assim servir todos os devotos puros que possuem amor divino e estão nadando no oceano de êxtase. Eles atingiram esse nível de êxtase espiritual porque realizaram constantemente orações e glorificações a Deus, na forma de cantos que louvam os santos nomes de Deus, dessa maneira eles desenvolveram um amor tão grande que não conseguiram contê-lo e sentiram a necessidade de distribuir esse amor espalhando-o ao mundo todo como se fosse uma inundação de amor, que inclusive banha ao próprio Sri Krishna. Na cerimonia de Arati oferecemos um banho em meditação a Sri Krishna oferecendo a agua contida na concha, posteriormente secamos o corpo de Sri Krishna em meditação oferecendo o lenço. Assim ao finalizar a oferenda se jogam gotas de esta água sagrada a todos os participantes da cerimonia para se banhar no amor de Sri Krishna e seus devotos puros.



A Chamara
A chamara é usada para afastar os mosquitos do altar, dessa maneira o intuito do arati é agradar a Sri Krishna evitando tudo o que O desagrade. Se diz que tudo que desagrada a Krishna é o orgulho. Existe um passatempo em que Srila Prabhupada nos conta sobre isto:

“As gopis foram abençoadas com toda a misericórdia da Suprema Personalidade de Deus, pois gozaram da companhia d’Ele sem uma mácula de vida sexual mundana.

Entretanto, aos poucos as gopis começaram a sentir-se muito orgulhosas, considerando-se as mulheres mais afortunadas do universo porque tinham sido favorecidas pela companhia de Krishna. O Senhor Krishna que é conhecido como Keshava, percebeu imediatamente o orgulho delas causado pela grande fortuna de estarem desfrutando d’Ele pessoalmente; e com o intuito de mostrar-lhes sua misericórdia sem causa, para conter-lhes o falso orgulho, Ele desapareceu imediatamente da cena exibindo Sua opulência de renuncia”

Este passatempo nos alerta sobre o perigo de perder Krishna por atuar com orgulho, ninguém gosta da companhía de uma pessoa orgulhosa, o Senhor Krishna não é a ecxeção. Na cerimonia de Arati nós temos a oportunidade de oferecer a Krishna aquilo que realmente lhe agrada; o esforço para sermos de coração inofensivo, respeitoso, humilde, amável, servicial e amoroso.

O leque
O leque é usado para abanar a Sri Krishna, assim realizamos uma oferenda com o elemento do vento, em que circula o éter. E a característica do éter é a música, por outro lado a característica do vento é o tato, assim o vento possui música e tato. portanto na cerimonia de Arati temos a oportunidade de agradar os sentidos de Sri Krishna com brisas refrescantes produzidas com o leque e temos a oportunidade de oferecer a canção do Arati que posui uma melodia propícia para estimular sentimentos devocionais. Todos podem participar cantando esta canção chamada Arati. O canto continua com o triunfante e glorioso Maha Mantra, (grande mantra) chamado assim por ser o mantra que nos outorga facilmente o mais elevado, liberação e amor divino. Existem 7 efeitos principais deste sagrado mantra:

1- Limpa o coração dos desejos egoístas.

2- Nos liberta do sofrimento transformando a consciência material em espiritual.

3- Traz auspiciosidade, boa fortuna, abrindo o coração e conectando-o com a riqueza espiritual.

4- Revela o conhecimento mais elevado, o conhecimento da autorealização e devoção.

5- Incrementa a nossa felicidade, nos dando a conexão com o êxtase espiritual a cada passo.

6- Permite saborear o néctar da imortalidade, a conexão plena com o amor eterno de Deus.

7-Limpa e purifica integralmente nosso ser, ou seja, limpa o corpo, a mente e o espírito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário