..

"A alma que não se abate, que recebe indiferentemente tanto a tristeza como a alegria, vive na vida imortal."Fonte - Bhagavad-Gita

quinta-feira, 16 de maio de 2013

O Vagalume e a Serpente










Conta a lenda que uma vez uma serpente começou a perseguir um vagalume.
 Este fugia rápido da feroz predadora, e a serpente não desistia.
Primeiro dia, ela o seguia.
Segundo dia, ela o seguia...
No terceiro dia, já sem forças, o vaga-lume parou e falou à serpente:
- Posso te fazer três perguntas?
- Não estou acostumada a dar este precedente a ninguém, porém, como vou te devorar, podes perguntar contestou a serpente.
- Pertenço a tua cadeia alimentícia? Perguntou o Vagalume.
- Não, respondeu a serpente.
- Eu te fiz algum mal? Diz o vagalume.
- Não, tornou a responder a serpente.
- Então por que queres acabar comigo?
- Porque não suporto ver-te brilhar.




Conclusão

Na terra existe muitas serpentes que estão perseguindo os vagalumes, estão impedindo que levem a luz, que levem claridade. Assim, não permita que te retarde em sua caminhada, continue fazendo o melhor, agindo no bem.

Pratique  a veracidade sem se lastimar com que falam sobre vós. Vide o lindo caminho que se segue sem se preocupar com maledicência do outro. 

Sendo você um lindo vagalume... continue brilhando e  distribuindo pequenas luzes em corações assustados, para que juntos nos tornemos as luzes que vão clarear a noite escura.

Agradecimentos ao irmão
Divaldo

Namastê
Lu Perez

Nenhum comentário:

Postar um comentário