..

"A alma que não se abate, que recebe indiferentemente tanto a tristeza como a alegria, vive na vida imortal."Fonte - Bhagavad-Gita

terça-feira, 21 de maio de 2013

Agradecendo o carinho de todos




Tudo que eu disser aqui será pouco perto do que vai em meu coração, porém vamos lá!

Quando acordei no dia 20/5/2013, em um breve estado de meditação fiquei pensando na minha jornada, tantas coisas que passei, tudo que senti, todos os ensinamentos que ficaram, os mestres que se foram, outros que chegaram.

São tantas coisas que fiquei num sentimento nostálgico de que ainda assim precisava fazer muitas coisa.

Bom, foi parando por aí que fui trabalhar... comecei a olhar para as pessoas o vai e vem; vê algumas pessoas sorrindo com os olhos, o meio sorriso nos lábios de outros, e algumas caras tristes e emburradas. Rostos largos, grandes, cores diferentes de pele, nariz angular, sobrancelhas finas, marcas de expressão.

Estava presente em cada uma dessas pessoas: sentindo, rindo, chorando, raivoso, amoroso, preocupado, estressado, compassivo, respeitoso, verdadeiro... Alguns podem chamar isso de loucura eu chamo de entrega!

Nesse sentimento embalei meu dia: horas meditando, outras pensando...É lógico pensei na família, meditei no amor, e orei para nós !

Porém, no decorrer do dia recebi dezenas de surpresas, festinhas, carinhos, mimos, abraços gostosos e quentinhos, e muitas vibrações ...chegando de todas as partes, de perto, de longe e de dentro. Tentei responder todas as mensagens uma a uma no face..espero não ter esquecido ninguém rsrsrs.

Essa é a semente que plantamos, há um provérbio chinês que diz; "Se sua visão é para um ano, plante trigo. Se a sua visão é para uma década, plante árvores. Mas se a sua visão é para toda a vida, plante pessoas”

Quero compartilhar uma coisa que levo em meu coração, que é a lei da semeadura e da colheita:

Toda pessoa colhe aquilo que semeia; tem um ditado que diz quem semeia vento colhe tempestade. Cada semente...sua espécie.

Toda pessoa colhe depois que planta; cedo ou tarde colheremos os frutos da nossa semeadura.

Toda pessoa colhe onde semeia: não importa aonde você vai ou deixa de ir, um dia você regressará ao seu campo.

Toda pessoa colhe mais do que semeia: o que muitas vezes fazemos, pedimos, recebemos mas não arregaçamos as mangas.

Toda pessoa tem um tempo certo para colher: Se semear amor colherá os frutos da sabedoria cedo ou tarde ele chegará.

Na minha vida nem sempre colhi coisas boas , as vezes tive que engolir alguns pepinos. Porém, a minha reflexão e que mesmo muitas vezes errando aprendi a colocar a semente do amor em tudo e é essa semente que quero deixar com vocês hoje como forma de agradecimento.

Com carinho,



Namastê
Lu

Nenhum comentário:

Postar um comentário