..

"A alma que não se abate, que recebe indiferentemente tanto a tristeza como a alegria, vive na vida imortal."Fonte - Bhagavad-Gita

domingo, 5 de agosto de 2012

Vishuddha Chakra






Vamos entrar em sintonia com o vishuddha Chakra, localizado na garganta, que significa "o grande purificador". Esse encontro significa o próprio alinhamento pessoal. Como a busca pelo agir correto, assim como Arjuna na Bhagavad Gita, carrega em seu nome o nobre significado da palavra, " alinhado ". Estar alinhado significa sermos Arjuna, estarmos comprometidos com o agir correto. Quando comprometidos com os valores universais, não apenas as nossas ações, mas as nossas palavras são um reflexo destes valores. Esse processo serve para alcançar a purificação em vishuddha, lembre-se... isso é um trabalho diário, deixar para trás o que não precisamos mais. 
Levamos agasalho quando está frio e assim tiramos no calor, será que estamos ainda carregando o agasalho no frio. Esse chakra mostra que precisamos deixar de carregar o supérfluo, a ilusão , a pequenes. Paremos de se incomodar com tudo, se ainda nos incomodamos com as palavras dos outros...vamos precisar de um psicólogo infantil, deixemos de ser criança....ahhhh ou melhor deixemos essa casca que chamamos de adulto, pq a própria criança não se encomoda com palavras ditas, você chama atenção e no minuto seguinte ela já diz que te ama.
Pratiquemos durante essa semana; ViveKa (questionamento) e Vairagya (desapego), que são fundamentais neste processo de crescimento interno, caminhemos no dia a dia praticando yoga fora da sala de aula, a prática mais importante não é feita com os olhos fechados, ou na permanência da postura, mas sim nas pequenas ações diárias. Para tanto, reflita, se questione, assim irá lembrar que o mais importante na vida e desapegar para simplificar e encontrar o caminho sem ter que sair da trilha.
Cada encontro cria a oportunidade de você se questionar e se investigar, rumo ao caminho do auto conhecimento, pois assim vai refletir e colocar em prática o que escutou e  sentiu. 
Quando o vishuddha chakra está em desequilíbrio, sentimos conflito de auto-imagem, dificuldade em expressar o que pensamos e sentimos muitas vezes ganância, insensatez, negatividade, esses são os valores de pessoas que vivem como Dhrtarastra, da Bhagavad Gita. 
Pensemos no ensinamento desta linda história, para conquistar as características positivas do vishuddha chakra; capacidade de reflexão, criatividade, receptividade, expressão, intuição, magnetismo, compreensão do subconsciente e assim usamos a nossa energia para estarmos atentos e nos mantermos no caminho ao autoconhecimento.
Venha para o encontro, com uma mente tranquila, para que você possa ser capaz de olhar para si mesmo com compaixão, para reconhecer o apego, o medo, o desejo, a raiva e aceitar que tudo isso faz parte de ti também. Somos assim como o Ganesha um pé tocando o chão, outro fora dele. Um em contato com a matéria; denso, apego, medo da morte, desejo de controlar. O pé que está fora se conecta  com o Divino, com a consciência sutil, iluminando o mundo a nossa volta. 


Hari Om Tat Sat
Lu Perez











Nenhum comentário:

Postar um comentário