..

"A alma que não se abate, que recebe indiferentemente tanto a tristeza como a alegria, vive na vida imortal."Fonte - Bhagavad-Gita

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Sri Prem Baba







Palestra Sri Prem Baba
30/set/12
Resumo; de Cris Pisaneschi

Abençoado seja esse momento de se comungar com o espírito !!!
Momento de estudar a si mesmo, abrir o coração e assim movermos em direção à morada sagrada.
Vejo os esforços realizados para liberação como um raio de luz dourada que ilumina todo o universo.
Estamos vivendo um momento de grandes e profundas transformações.
Neste momento está havendo uma mudança nas coordenadas de vibração, isso permite que tenhamos acesso a quadrantes da consciência que eram inacessíveis.
Esta mudança de frequência também gera uma sensação de aceleramento, o tempo do relógio é igual, mas o tempo interno é outro, muito mais rápido. Muitos carmas que poderiam ser dissolvidos em vidas futuras, você tem a oportunidade de acabar agora. No entanto esse aceleramento interno pode ser muito desafiador. Porque essa queima cármica provoca tumulto interno, pode gerar susto, medo, ceticismo ou até mesmo estagnação. Há necessidade de uma pausa, mas o movimento continua. Sombras desconhecidas poderão vir à tona. É um tempo de bastante intensidade.
Toda mudança envolve 3 fases:
  1. Término = morte 
  2. Zona Neutra = tempo de espera
  3. Recomeço
A morte de um ciclo, o final do ciclo, pode ser curto ou longo, mais fácil ou mais difícil, vai depender do seu apego com aquilo que está indo embora.
Muitos estão tendo a chance de recomeçar, de renascer nesta vida. Embora essa chance seja autentica, a entidade pode estar vivendo o término ou a zona neutra, mas ela tem também a noção de que o renascimento é possível. Isso tudo gera sensações.
Muito podem viver “emergências espirituais”. Para aqueles que não tiveram a chance de receber o colírio da experiência espiritual, aqueles que estão adormecidos, vê em essa experiência como um surto.  A emergência surge da necessidade de conter esse fluxo que quer passar por você. Observe que essa transição que está dentro de você, está refletida fora de você, na forma de crise ambiental, econômica, de valores, de religião, de identidade. O denominador comum dessas crises, de dentro e de fora é a necessidade de você colocar realmente, e definitivamente, a espiritualidade na sua vida.
Houve um movimento semelhante na década de 60, na época, se anunciava a era de aquário. Foi um movimento de revolução sexual, que acabou trazendo uma tremenda mudança na sexualidade. 50 anos se passaram e houve uma tremenda e significativa mudança no mundo.
E agora estamos de novo em um movimento semelhante que vai marcar uma nova etapa da humanidade. Estamos construindo os alicerces de uma nova era cujo principal aspecto é colocar Deus em 1º lugar. É fazer de Deus uma realidade e viver espiritualmente de verdade.
A humanidade hoje está em condições de progredir na purificação da sombra como nunca esteve antes. E é justamente essa possibilidade de purificação da sombra que trás a possibilidade de estabelecer os alicerces.
Viver espiritualmente = viver ancorado na presença, viver pacificamente, ativar a consciência amorosa.
A purificação é das partes da personalidade que estão comprometidas com as guerras, com o sofrimento.

Relacionamentos
É claro que essa mudança de frequência vai focalizar diretamente os relacionamentos, porque é neles que você tem a chance de realizar os novos padrões, ou continuar nos padrões antigos. Nesse momento o mais importante é compreender qual é o papel dos relacionamentos na sua vida. Quanto maior o vínculo afetivo que você tem com uma pessoa (não é dependência ou apego, mas sentimento de vinculação), maior o poder dessa relação de te ajudar nesse processo de modificação, maior o poder dessa relação de iluminar a sua capacidade de estar unido no outro. 
Podemos dizer que viver espiritualmente é ter a capacidade de se unir ao outro. Você só pode se unir ao outro se você tem a capacidade de unir as partes que estão separadas dentro de você. Você só pode unir as partes que estão separadas dentro de você quando você pode reconhecer estas partes, amar estas partes.
Viver espiritualmente está atrelado a essa capacidade de se doar, de se amar.

Casamento
Dentro dessa grande transformação que está acontecendo, os relacionamentos, incluindo o casamento, está no centro desse ciclone. Eu vejo a entidade humana sendo convidada a ver as crenças, o que é certo e errado e está sendo convidada a rever esse relacionamento. Simplesmente você está se sentindo impedido de fazer o que você fazia. O ego não controla esse processo. É como tirar um chip e você não sabe mais se relacionar. O jeito que você fazia não funciona mais, você é levado a fazer algo que você não sabe e, é verdade, você não sabe mesmo.
O casamento da nova era nunca acontece cedo na vida de ninguém, ele inclui qualidades que não é possível em uma personalidade que ainda está ligada com a sombra. Um casamento que envolve transparência, que envolve não ter segredos de nenhum tipo. Um relacionamento onde os dois estão abertos para encarar a verdade de cada um, de não acusar o outro pela sua infelicidade. De ter a disposição renovada cada vez que a energia cair. De admitir seus sentimentos pelo outro ao invés de se retirar ou de acusar o outro para não ver a sua responsabilidade.
Para progredir neste caminho você deve ter a disposição de tirar as mentiras ou meias verdades e também não usar a verdade para acusar o outro. A verdade precisa ser colocada na mesa.
Há que se encontrar o caminho do meio nessa relação que é o caminho da oração. A verdade é colocada com o coração com o objetivo de se revelar ao outro e não de culpar o outro pelo seu sofrimento.
O relacionamento neste momento funciona como uma prática de purificação. Olhando mais profundamente a este processo de purificação, transformação e elevação da consciência, vamos ver a entidade humana como um casulo que precisa ser transformado. Esta é a grande tarefa do homem em evolução.
Os Eus psicológicos agem como entidades, são os vícios, ciúme, inveja, cobiça, ira e toda família do Eu inferior. Alguns desses Eus só podem ser ativados através do relacionamento. Só as relações ativam as sombras escondidas.
Como progredimos nessa purificação ?
O processo é o mesmo que você faz com qualquer Eu inferior. O primeiro passo é a identificação desse defeito e é dentro de nós, por mais que você veja a falha do outro. Enquanto você estiver focado no erro do outro você não consegue progredir.
Quem é você ?  Alguém que foi machucado, humilhado, excluído, porque você carrega muitos traumas de desamor. Se você se identifica com esse desamor, você se sente uma vítima, porque você foi mesmo.
Quando você acusa o outro por sua incapacidade de amar, você faz mal realmente ao outro. Como progredir ? Seja honesto, a honestidade é a mais importante arma.
Olhe sua dificuldade de se abrir para o outro, mesmo que o outro esteja errado. Não é ficar cego em relação ao defeito do outro, é amar o outro, apesar dos erros dele.
Amar requer coragem, ser humilde. Só com muita coragem você pode ser humilde. Todo orgulhoso é covarde, o orgulho é uma armadura. Os vícios psicológicos às vezes te acompanham em muitas vidas. Há muito tempo que a humanidade está perdida na guerra dos sexos, onde um tenta humilhar o outro e tirar energia do outro. Graças aos nossos esforços parece que está havendo uma mudança com o outro, os Eus viciados estão perdendo.
A casa está cercada, em algum momento você vai ter que abrir mão da guerra, por mais que tenha Eus dentro de você completamente comprometido com o sofrimento. E, se você continua me perguntando que medo é esse que sinto da intimidade, isso já é maturidade; porque você está olhando para si e não está apontando o dedo ao outro.
O fato é que quando você inicia o processo de purificação através de um relacionamento, você não tem garantia de nada. Não significa que você vai ficar com ela o resto da vida, inclusive essa crença deverá sair de você. Às vezes você fica tão dependente do outro que você deve parar e olhar para você. Você não se olha, não se ama e quer que o outro te ame ? Às vezes você precisa se recolher e ficar com você mesmo. Essa felicidade duradora que você busca não está no relacionamento.
A felicidade duradora está em Deus, o outro é uma ponte para Deus.
Ele está te ajudando no seu sadana para eliminar o Eu inferior. Te ajuda a se liberar do passado, te ajuda a iluminar a gratidão e o amor. Esse outro, merece seu respeito, sua reverencia. É possível que vocês sejam amantes também. É possível amar sem se machucar, mas enquanto você carregar a crença que a felicidade duradora está no relacionamento, você não pode usufruir dessa felicidade, porque você vai prender o outro. O amanhã é uma rua que desemboca na praça do nunca. 
Felicidade está aqui agora, dentro de você.
Alguns se movem a essa entrega do EU interior, aí acontece coisas assim, iniciação, profundidade no estudo.
Nesse movimento em direção à verdade inevitavelmente, você vai se deparar com camadas de proteção. Em algum momento é possível que você passe pelo deserto. Esse deserto chega a você quando você está perto de uma virada. Ele é uma camada de resistência que o progresso interno te permitiu tocar. Talvez, antes de melhorar piore um pouco, às vezes piora muito (rsrsrsr). O abismo é um convite a uma mudança profunda, significa de verdade dizer:  faça de mim um instrumento.
Saiba que Deus nunca te abandonou, você pode não estar conseguindo sentir. Às vezes você está tão denso, com medo e os sentimentos negativos dentro de você, que você não sente a conexão dele com você. Pode acreditar que você não está sozinho, ele nunca te abandonou, até porque, ele mora dentro de você. 
Deus existe e mora dentro de você !!
Se entregue para colocar em prática os ensinamentos.
Se você chegar ao deserto, não serão todos que passarão por isso, depende do seu carma, continue se observando, continue sua prática que quando menos você esperar Deus se revelará a você.
Namastê

Nenhum comentário:

Postar um comentário