..

"A alma que não se abate, que recebe indiferentemente tanto a tristeza como a alegria, vive na vida imortal."Fonte - Bhagavad-Gita

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Sri Prem Baba







Sri Prem Baba
 “JAY SITARAM HANUMAM”
Satsang 30 de setembro de 2012
O sofrimento é proporcional ao tamanho da resistência, quanto maior o apego a aquilo que precisa ser desconstruído, maior o sofrimento. Existem condicionamentos tão arraigados no sistema que uma vida inteira parece pouco tempo para descondicionar. Há imagens reencarnantes que te acompanham a muitas vidas e estão registradas em suas células e uma mudança de comportamento envolve uma reprogramação celular, mas é possível, pois, o fato de perceber a crise é um avanço no trabalho de auto-observação. 
É importante observar o que é em você que não muda. Quando você está tomado pelo escuro, você vê escuridão em tudo a ponto de não perceber que há gente feliz em volta. Se você está tomado pela negação é como se você estivesse de óculos escuros. 
Há que se ter um grau de confiança para perceber que você vai ser levado para um bom lugar. Saiba que para chegar a esse lugar bonito você terá uma passagem pelo feio (analogia com a viagem a Rishikesh – lugar lindo, mas para chegar até lá, deve se passar por lugares feios...). É preciso se desapegar daquilo que deve ir embora. 
Normalmente a dificuldade está na primeira fase da mudança, pois fomos condicionados a acreditar que toda desconstrução é negativa, mas quando você está num ciclo de mudanças a desconstrução é positiva, apesar de dolorida – isso é natural, pois o ser humano se apega.
As vezes esse ciclo é um relacionamento, um trabalho ou uma mudança interna que está sendo dissolvida. Você pode acreditar que essa desconstrução é negativa se você estiver muito apegado mas inevitavelmente quando chegar o momento certo esse ciclo se fecha ou da forma mais fácil ou da mais difícil e você entra em uma segunda fase – a da espera, em que nada acontece. Este pode ser um tempo de descanso, de abastecer as baterias, de observar a natureza, ou então pode ser um período de muita inquietação e desespero pois o novo ainda não se revelou. Da mesma maneira, inevitavelmente, quando chega a hora esse ciclo se reinicia. È a terceira fase. Isso vale para qualquer coisa. Isso é verdadeiro para um ciclo pessoal e para um ciclo cósmico. Tem pessoas que não se identificam com as transformações do coletivo, porém, em algum momento também sentem essas transformações.
O sofrimento nasce do controle, o controle do medo e o medo da falta de confiança em Deus. 
Chega um momento em que você precisa tomar consciência que talvez carregue uma falsa fé. Na área em que tudo flui em sua vida, significa que você está deixando Deus atuar a partir de você.
Por mais que os sistemas que estejam afetando a humanidade sejam as crises, isso seria bom, por uma nova maneira de encarar a vida. Enquanto acharmos que a natureza é desprovida de espírito ela vai nos dar o limite dela.
SOBRE O FINAL DE 2012
Tem algo morrendo e algo novo vai chegar...
Sinto 21/12/2012 como a era de aquário de 4/2/62 que iluminou o entendimento da humanidade pela sexualidade, que antes estava contaminada pelo ódio, pelo medo. A entidade humana não tinha maturidade para lidar com seus conteúdos sombrios para poder realizar a purificação desse ódio, desse medo. Era uma época de muito abuso, de agressividade. 
Durante esses 50 anos nós viemos amadurecendo e hoje temos condições de mais facilmente admitir que se tenha mágoa e ódio do sexo oposto. Essa abertura que nos possibilita criar os alicerces de uma nova consciência – de uma consciência amorosa – sinto que não é mais a da sexualidade – a força erótica faz seu movimento em direção ao amor. Se você não pode desfrutar disso é porque você ainda guarda padrões dessas feridas antigas em você e precisa de dedicação para curá-las – isso acontece quando você admitir isso em si mesmo.
Você já tem os elementos para avançar nisso, mas precisa de coragem e de humildade para se render ao amor e renunciar aos jogos de acusação porque o alicerce foi criado (coletivamente nesses 50 anos). Esse novo portal trás uma nova frequência espiritual para você viver uma espiritualidade verdadeira que não nega nada. È um tempo de incluir Deus na sua vida. 
Se você olha para o dinheiro com uma visão espiritual ele não vai faltar. O mesmo para a natureza. 
Se você se percebe como um ser espiritual nesse corpo, e perceber um propósito maior nessa encarnação e se alinha com essa alma, todo sofrimento desaparece. O sofrimento dessa crise está represando o fluxo do amor, está impedindo que o Divino se manifeste através de você. 
Para chegar ao ponto da graça te conduzir você tem que preparar o campo para a graça- isso cabe a você – você precisa se abrir – é o mais importante aspecto a ser compreendido.
“não faça nada que você não ama” - “Só a verdade liberta (Jo)”
Acho que essa é a crise, pois se você seguir esse ensinamento talvez você não faça muita coisa! Assim, você identifica partes de você que ainda sabotam a sua felicidade. 
Cita a Cerimônia do fogo – forma antiga de oração em que invocam determinadas manifestações específicas das divindades. No caso – a Deusa Gayatri – nos 80 dias que se seguirão a partir de dezembro desse ano. 
A deusa representa a mãe – aquela que pode cortar o cordão umbilical com a ilusão. 
Mesmo quem não estará presente na índia com Sry Prem Baba estará conectado com o caminho da iluminação, onde quer que esteja.

HARE KRISHNA HARE KRISHNA
KRISHNA KRISHNA
HARE HARE
HARE RAMA HARE HAMA
RAMA RAMA
HARE HARE

Minha profunda gratidão a Dani Dezordi, que digitou o texto para nós. 
Hare Hare Dani

Nenhum comentário:

Postar um comentário